Pipoca - É divertida, é gostosa e faz bem!

Pipoca-e-divertida-e-gostosa-e-faz-bemOi, gente!
No mês das crianças resolvi falar de um alimento que dez entre  dez pequenos amam – e possivelmente a mesma proporção de adultos também! rsrsrs – afinal quem não gosta de pipoca?
Tudo bem, você pode até não amar loucamente, mas que o cheirinho é irresistível e todo mundo acaba “roubando” uma ou outra… ah isso é verdade.
Por conta disso, resolvi pesquisar sobre a pipoca e descobri – feliz – que além de ser gostosa e divertida, ela faz um bem danado para o organismo.

No quesito fibras, o milho integral, que dá origem à pipoca, é imbatível. Larga na frente até mesmo de frutas e verduras, famosas por esbanjarem a substância. 
A guloseima oferece outra vantagem: contribui para adiar o envelhecimento, segundo estudo da Universidade de Scranton, na Pensilvânia, Estados Unidos.
Rica em polifenóis, antioxidantes concentrados principalmente na casquinha, a pipoca neutraliza os danos dos radicais livres.
Para efeito de comparação, uma porção tem até 360 miligramas de polifenóis. Já a mesma quantidade de frutas apresenta 160 miligramas. Claro que nem por isso você deve trocar uma opção pela outra. Mesmo porque ainda não está comprovado quanto dos antioxidantes da pipoca o organismo é capaz de absorver.

  • Por partes
Na casca da pipoca estão doses generosas de fibras, substâncias que contribuem para a formação do bolo fecal. O melhor é que o papel das fibras não fica restrito a dar um empurrão ao funcionamento do intestino. Elas também são reverenciadas por tornar a digestão mais lenta, prolongando, assim, a sensação de barriga forrada - uma vantagem e tanto para quem quer derrubar o ponteiro da balança.
 
Já na parte fofa e geralmente branca dessa pequena notável fica guardado outro aliado do organismo: o amido resistente. Ele passa praticamente intacto pelo aparelho digestivo, só no intestino grosso é que micro-organismos da flora o transformam em ácidos graxos de cadeia curta. Ele deixa a área mais ácida, favorecendo a proteção contra células cancerosas. Por isso, o consumo de amido resistente tem sido associado à redução do risco de tumores no órgão.

pipoca
Com todos esses benefícios, a pipoca pode ser consumida em um lanche da tarde e no lugar dos salgadinhos de pacote, mas é importante não exagerar na quantidade de sal que colocará na pipoca. Uma quantidade boa de pipoca para consumir é uma xícara de chá, que tem aproximadamente 55 calorias
Comparada com a pipoca caseira, feita só com um fiozinho de óleo, a tradicional de microondas é bem mais calórica.

Veja abaixo uma tabela com as principais diferenças entre os tipos de pipoca:
C3luEbu Você também ficou feliz com essas informações? rsrs
Isso quer dizer que podemos comer pipoca sem peso na consciência. Só na medida, é claro! Smiley piscando

Bjinhos e até a próxima! o/
Dani

Fontes de pesquisa: Boa Forma,
MdeMulher, Mais Equilíbrio,

Compartilhe

Acho que você vai gostar