Que medo!

Que medo Não sou nada fã de filmes de terror – nada contra àqueles que gostam, só não tenho muito estômago! – já vi muitos, mas hoje prefiro não!
Gosto de um bom suspense, filmes investigativos, aqueles com serial killers são meus preferidos, mas fico ensandecida, pra não dizer arrepiada até o último fio de cabelo, com filmes de terror que tenham crianças! Gente, por favor!!!
Por que fazer desses que deveriam ser anjinhos, uns diabinhos literalmente? Tudo bem, existem crianças e crianças e muitas são pestinhas.
Tudo bem, confesso, amo filmes, mas terror é meu ponto fraco, e quando envolve espíritos  e almas penadas então… é vergonhoso!
Mas ainda assim, não vejo graça (e aposto que não estou sozinha nessa) em ver, mesmo na ficção, crianças matando ou como espíritos malígnos!
Às vezes fico pensando o que passa pela cabeça dos pais de uma criança que é o filho do demônio, um assassino, um espírito do mal… em um filme.
Pode até parecer bobagem, mas você deixaria seu filho participar de um filme desses?
Fiz uma pesquisa e encontrei tantos filmes(!), que nem me dei ao trabalho de ir mais longe, então resolvi colocar só alguns:
Os Inocentes (Innocents, The, 1961)
O Bebê de Rosemary (Rosemary's Baby/1968)
O Exorcista (The Exorcist/1973)
Damien - A Profecia 2 (Omen II/1978)
O Iluminado (The Shining/1980)
Não adormeça (Don't Go to Sleep/1982
Poltergeist - O Fenômeno (Poltergeist/1982)
A Colheita Maldita (Children of the Corn/1984)
O Anjo Malvado (The Good Son/1993)
O Sexto Sentido (The Sixth Sense/1999)
Os Outros (The Others/2001)
A Espinha do Diabo (El Espinazo del Diablo/2001)
A Sétima Vítima (Darkness/2002)
O Chamado (The Ring/2002)
O Grito (The Grudge/2004)
O Chamado 2 (The Ring Two/2005)
A Profecia (The Omen/2006)
O Orfanato (El Orfanato/2007)
A Órfã (Orphan/2009)
Também não gosto de filmes que tem velhinhos diabólicos, mas esse eu deixo pra um outro post, ok?
Outra: palhaços. Nossa, além de não achá-los nada engraçados, tenho muito medo e me recuso a procurar filmes que falam sobre.
Perdoa eu?
Beijo, Luz e Paz!

Postar um comentário

0 Comentários