Arroz de forno colorido

Receita Oi, gente!
Hoje quero compartilhar com vocês uma receita que já fizemos aqui em casa e é deliciosa, além de super simples de fazer.
Arroz preparado com presunto, muzarela, ervilha e cenoura feito no forno.
Arroz_de_fornoIngredientes:
1 colher (sopa) de óleo
1 xícara (chá) de arroz lavado e escorrido
1 sachê de MAGGI® Tempero Arroz
2 xícaras (chá) de presunto em cubos pequenos (cerca de 200 g)
2 xícaras (chá) de queijo muzarela ralado (cerca de 200 g)
meia lata de ervilha em conserva escorrida
1 cenoura cozida em cubos pequenos
1 colher (sopa) de salsa picada
2 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado
Modo de Preparo
Em uma panela, aqueça o óleo e refogue o arroz até que ele fique brilhante. Junte duas xícaras (chá) de água fervente e o MAGGI Tempero e misture até dissolvê-lo. Cozinhe em fogo baixo, com a panela semitampada, por cerca de 15 minutos ou até a água secar. Desligue o fogo e deixe tampado por cerca de 5 minutos para que o arroz termine o cozimento em seu próprio vapor. Em um recipiente refratário, misture o presunto, o queijo muzarela, a ervilha, a cenoura, a salsa e o arroz cozido. Polvilhe com queijo parmesão ralado e leve ao forno médio (180°C), preaquecido, por cerca de 30 minutos. Sirva.
Dicas: - Se desejar, substitua a ervilha e a cenoura por uma lata de seleta de legumes escorrida (cerca de 300 g).
Sobre a receita
Rendimento: 5 porções
Categoria da Receita: Prato Principal
Tipo de Prato: Cereais e Leguminosas
Tempo de Preparo: 60 min.
Tempo Total de Preparo: 90 min.
Nível de Dificuldade: Fácil
Custo: $ - Baixo
Essa e outras delícias você pode encontrar no site da Nestlè.
Bon Appétit!
Até a próxima!

Ideias bacanas para reutilizar tubos de papelão

capa1aOlá, pessoas!
Voltando a falar de duas coisas que gosto muito: Artesanato e reciclagem! Lembram do post sobre Cds e DVDs velhos?
Agora é sobre uma outra paixão minha: Artesanato com papelão!
Ainda vou falar muito sobre isso – vão ter que me aguentar! rsrs -, mas hoje vamos ser mais específicas: Tubos de papelão, ou rolinhos… como queiram chamar.
Joga-fora-no-lixoPerguntinha básica: Quando o papel higiênico e/ou papel toalha acaba o que você faz com os tubos de papelão?
Pois é, eu também jogava no lixo… até um tempo atrás! Agora eu guardo todos.
E de tanto falar sobre, comecei a ganhar também uns tubos bem maiores e mais resistentes.
Sempre me perguntam o que vou fazer com eles!
Abaixo, algumas ideias:
  Porta-lapis Link da imagem e passo a passo: Casa de Retalhos  
LanternasLink da imagem e passo a passo: Just Crafty Enough
porta-pulseira-colaresLink da imagem e passo a passo: Painel Criativo
moldura Link da imagem e passo a passo: Made2Style
quadro Link da imagem e passo a passo: Revolutionaries
pufe-ou-mesaLink da imagem e passo a passo: esprit cabane
organizador Link da imagem e passo a passo: Revista Artesanato
Gostaram?
Em breve mais ideias, ok?
Bjnhos e até a próxima! o/
Dani

Pipoca - É divertida, é gostosa e faz bem!

Pipoca-e-divertida-e-gostosa-e-faz-bemOi, gente!
No mês das crianças resolvi falar de um alimento que dez entre  dez pequenos amam – e possivelmente a mesma proporção de adultos também! rsrsrs – afinal quem não gosta de pipoca?
Tudo bem, você pode até não amar loucamente, mas que o cheirinho é irresistível e todo mundo acaba “roubando” uma ou outra… ah isso é verdade.
Por conta disso, resolvi pesquisar sobre a pipoca e descobri – feliz – que além de ser gostosa e divertida, ela faz um bem danado para o organismo.

No quesito fibras, o milho integral, que dá origem à pipoca, é imbatível. Larga na frente até mesmo de frutas e verduras, famosas por esbanjarem a substância. 
A guloseima oferece outra vantagem: contribui para adiar o envelhecimento, segundo estudo da Universidade de Scranton, na Pensilvânia, Estados Unidos.
Rica em polifenóis, antioxidantes concentrados principalmente na casquinha, a pipoca neutraliza os danos dos radicais livres.
Para efeito de comparação, uma porção tem até 360 miligramas de polifenóis. Já a mesma quantidade de frutas apresenta 160 miligramas. Claro que nem por isso você deve trocar uma opção pela outra. Mesmo porque ainda não está comprovado quanto dos antioxidantes da pipoca o organismo é capaz de absorver.

  • Por partes
Na casca da pipoca estão doses generosas de fibras, substâncias que contribuem para a formação do bolo fecal. O melhor é que o papel das fibras não fica restrito a dar um empurrão ao funcionamento do intestino. Elas também são reverenciadas por tornar a digestão mais lenta, prolongando, assim, a sensação de barriga forrada - uma vantagem e tanto para quem quer derrubar o ponteiro da balança.
 
Já na parte fofa e geralmente branca dessa pequena notável fica guardado outro aliado do organismo: o amido resistente. Ele passa praticamente intacto pelo aparelho digestivo, só no intestino grosso é que micro-organismos da flora o transformam em ácidos graxos de cadeia curta. Ele deixa a área mais ácida, favorecendo a proteção contra células cancerosas. Por isso, o consumo de amido resistente tem sido associado à redução do risco de tumores no órgão.

pipoca
Com todos esses benefícios, a pipoca pode ser consumida em um lanche da tarde e no lugar dos salgadinhos de pacote, mas é importante não exagerar na quantidade de sal que colocará na pipoca. Uma quantidade boa de pipoca para consumir é uma xícara de chá, que tem aproximadamente 55 calorias
Comparada com a pipoca caseira, feita só com um fiozinho de óleo, a tradicional de microondas é bem mais calórica.

Veja abaixo uma tabela com as principais diferenças entre os tipos de pipoca:
C3luEbu Você também ficou feliz com essas informações? rsrs
Isso quer dizer que podemos comer pipoca sem peso na consciência. Só na medida, é claro! Smiley piscando

Bjinhos e até a próxima! o/
Dani

Fontes de pesquisa: Boa Forma,
MdeMulher, Mais Equilíbrio,

Pra vocês… aquele abraço!

Abraco-virtualOi, gente!
Hoje é o dia de um gesto que amo demais da conta: O Abraço!!
Que delícia!
Tem jeito mais legal de demonstrar aconchego, carinho, conforto, apoio, amor… tudo e de uma vez só?
E não importa o tipo: de amor, de irmão, de amigo, de mãe, de pai, de filho, de avós, de netos, de criança, de bicho, de longe, de despedida, de chegada, de alegria, de vitória, desajeitado, apertado e até meio frouxo…
Ter alguém pra te dar ou pra receber esse carinho é o mais importante, isso que o torna tão especial!

Onde, afinal, é o melhor lugar do mundo?
Meu palpite: dentro de um abraço.
Martha Medeiros
Gosto dessa definição: Abraço é o encontro de dois corações.
Cazuza
Um sorriso e um abraço sinceros falam melhor
que mil vezes “obrigado”.
Terás sempre o meu sorriso,
e receba agora o meu abraço.
Augusto Branco

Então, eu desejo um abraço daqueles bem apertados e cheios de carinho pra você!!!

Deus responde sempre

Deus responde sempre Quantas vezes você já dirigiu uma prece a Deus e não recebeu resposta?
Não é raro pedirmos pela recuperação da saúde de um familiar, e mesmo assim ele morre.
Acreditamos que Deus não nos ouviu.
Pedimos auxílio ao Pai celestial para as nossas dores. E muitas vezes as dores aumentam, levando-nos quase ao desespero.
No entanto, os que têm fé afirmam que Deus sempre responde às nossas orações. Será mesmo?
Emy tinha apenas 3 anos de idade. Vivia em um lugar maravilhoso dos Estados Unidos, em frente ao mar.
Sua família era cristã. Ela fora alimentada, desde o berço, por orações e Evangelho.
A família ia ao templo religioso e fazia, no lar, o estudo sistemático do Evangelho.
Emy amava sua família e admirava os olhos azuis de seu pai, de sua mãe e de seus irmãos.
Todos, em sua casa, tinham olhos azuis. Todos... menos Emy!
O sonho de Emy era ter olhos azuis da cor do céu. Como ela desejava isso!
Certo dia, na Escola de Evangelização, ela ouviu a orientadora dizer que Deus sempre responde a todas as orações. Passou o dia pensando nisso.
À noite, na hora de dormir, ajoelhou ao lado da sua cama e orou.
Sua prece foi um misto de gratidão e de solicitação:
Senhor Deus, agradeço porque você criou o mar que é tão grande. Tão bonito e tão feroz. Agradeço pela minha família. Agradeço pela minha vida. Gosto muito de todas as coisas que você faz. Mas, eu gostaria de pedir, por favor, quando eu acordar amanhã, descobrir que os meus olhos ficaram azuis como os de minha mãe. Ela acreditou que daria certo. Teve fé. A fé pura e verdadeira de uma criança.
Pela manhã, ao acordar, correu para o espelho e olhou. Abriu bem os olhos e qual era a cor deles?
Bem castanhos! Como sempre haviam sido.
Bom, naquele dia, Emy aprendeu que não também era resposta. Do mesmo modo, agradeceu a Deus. Mas não entendia muito bem porque Ele não a atendeu.
Os anos se passaram. Emy cresceu e se tornou missionária, na Índia.
Entre outras atividades, ela se devotou a resgatar crianças que eram vendidas pelas suas próprias famílias, que passavam fome.
Para isso, ela precisava entrar nos mercados infantis, onde aconteciam as vendas.
Naturalmente, para as comprar para Deus, como dizia, precisava não ser reconhecida como estrangeira.
Então ela passava pó de café na pele, cobria os cabelos, vestia-se como as mulheres do local.
Desta forma, entrava nos mercados de crianças, podendo transitar tranquila, pois aparentava ser uma indiana.
Certo dia, uma amiga olhou para ela disfarçada e lhe disse: Puxa, Emy! Você já pensou como faria para se disfarçar se tivesse olhos claros como todos os de sua família?
Que Deus inteligente, não? Ele deu a você olhos escuros, pois sabia que isso seria essencial para a missão que lhe confiou.
O que a amiga não sabia é que Emy chorara muitas noites, em sua infância, por não ter olhos azuis...
* * *
Deus está no controle de tudo. Ele conhece cada lágrima que já rolou dos seus olhos.
Ele sabe que talvez você desejasse olhos de outra cor, ou cabelos mais lisos, ou encaracolados, ou mais espessos.
Não chore se os seus olhos continuam castanhos ou azuis, ou pretos, e você os deseja de outra cor.
Não se entristeça se você ainda não foi atendido como gostaria.
Tenha certeza: Deus tem o controle de tudo.
E o não de Deus, hoje, em sua vida, é o melhor para você.
Fonte: Momento de Reflexão

Tapioca - receita rápida e fácil

tapioca No nordeste também é conhecido como beiju, trata-se basicamente da fécula extraída da mandioca. De origem indígena tupi-guarani, é chamada ainda de goma da tapioca, tapioca, goma seca, polvilho ou polvilho doce.
Tenho uma amiga que é louca por tapioca – a Renata. Procurando na internet maneiras de molhar a fécula de mandioca, ela viu que era completamente diferente do jeito que eu faço. Dei um checada em vários sites/blogs e vi que as pessoas perdem muito tempo com algo pode ser feito de uma maneira bem mais prática e rápida.
Porque esperar 12 horas e ainda ter o trabalho de tirar a umidade com uma toalha para então passar na peneira e finalmente fazer a tapioca se você pode molhar a fécula e prepará-la na mesma hora?
Olha só, se você prefere fazer dessa maneira mais demorada, tudo bem, mas eu vou mostrar o jeito que eu faço e talvez você mude de idéia, ok?
A Receita
Ingredientes: 
1/2 kg de polvilho doce
2 copos (americanos) de água.
1 pitada de sal
O passo-a-passo:
Coloque o polvilho doce (ou fécula) em uma bacia e vá acrescentando a água aos poucos. O segredo é misturar bem (com as mãos) para que ela fique úmida por igual. A pitada de sal eu coloco no primeiro copo de água.
Depois disso (pasmem!) é só passar na peneira e fazer sua tapioca.
Fazendo a tapioca:
Coloque a frigideira no fogo alto, espere ela esquentar e baixe o fogo. Com as mãos mesmo, pegue um pouco da tapioca e vá jogando dentro da frigideira. Você pode jogar no meio e ir distribuindo para os lados, por exemplo. Use uma colher para fazer isso ou continue com a mão, mas cuidado pra não se queimar.
O tempo pra virar é importante: se virar logo pode esfarelar tudo e se demorar pode ficar dura demais e até queimar… isso não é legal. Como ela não gruda, você pode perceber quando é a hora com uma colher ou espátula. Virou! Espere menos tempo dessa vez e pode colocar no prato, rechear com o que quiser e saborear.
Os recheios ficam a seu gosto. Fica delicioso com queijo ou com leite condensado e coco. Eu prefiro só com manteiga mesmo.
E outra, coma enquanto estiver quentinho. É mais gostoso. Quando esfria, esfarela e o sabor é outro… ruim!
Dica:
Eu peneiro tudo logo - ela fica leve, com um aspecto de granulado - então guardo num recipiente de plástico tampado na geladeira.
E aí, não acharam bem mais legal dessa forma?
Dúvidas?
PS.: Fico devendo o vídeo e fotos mais legais.
Sem tempo :(