Razões para comer chocolate todos os dias

250x200Como chocólatra assumida eu me contentaria apenas com o sabor maravilhoso e o bem que ele faz ao meu humor, mas se os cientistas dizem que faz tanto bem à saúde e que dá pra comer todos os dias, só posso ficar feliz demais e aproveitar! rsrs

Obviamente, não é preciso comer um caixa de bombom inteira por dia para contar com os benefícios do chocolate, né? 3Vamos com calma que o excesso não é nada bom, mesmo se tratando de chocolate.

Cerca de 30g da versão composta por, no mínimo, 70% de cacau são suficientes para adoçar a vida e obter doses diárias de flavonoides, antioxidantes e polifenóis que fazem bem à saúde.

Veja alguns bons motivos cientificamente comprovados para comer chocolate todos os dias: 

  • Evita o estresse De acordo com estudo publicado no Journal of Proteome Research, o chocolate pode reduzir os níveis de cortisol após duas semanas de consumo diário.
    Conhecido como hormônio do estresse, o cortisol pode alterar a produção hormonal, aumentar processos inflamatórios e a pressão sanguínea.  
  • Protege a pele dos efeitos nocivos da exposição solar Você acredita que o consumo de chocolate pode deixar a pele oleosa e com acne? Segundo um estudo da Universidade de Laval, no Canadá, o alimento não prejudica a pele e ainda pode protegê-la dos efeitos nocivos causados pela exposição solar.
    De acordo com os pesquisadores, o chocolate é rico em flavonoides, que reduzem os efeitos negativos da radiação UV. Vale ressaltar que o uso de filtro solar continua sendo necessário. 
  • Reduz processos inflamatórios Segundo pesquisadores da Universidade Católica, em Campobasso, na Itália, o consumo regular de chocolate reduz inflamações no organismo, que podem levar a problemas de saúde. No estudo, os voluntários que consumiram uma porção de chocolate amargo a cada três dias apresentaram redução de 27% na concentração de proteína- reativa no sangue quando comparados aqueles que não consumiram o doce durante a pesquisa.
    A proteína C reativa é considerada um marcador para inflamações, ou seja, quanto menos concentração no organismo, menores as chances de desenvolver um processo inflamatório. 
  • Previne doenças cardíacas Estudo da Universidade de Glasgow, na Escócia, analisou os efeitos do consumo de chocolate em cerca de cinco mil voluntários. Aqueles que comeram o doce mais de cinco vezes por semana reduziram os riscos de desenvolver doenças cardíacas em até 42% quando comparados aos participantes que consumiram quantidades menores. 
  • Alimento para o cérebro Gorduras do bem são verdadeiros combustíveis para o bom funcionamento do cérebro. De acordo com estudo publicado na revista Neurology, o chocolate pode melhorar a memória e as funções motoras.
    Na pesquisa, um grupo de voluntários consumiram chocolate quente, duas vezes ao dia, durante um mês. O outro grupo não teve tanta sorte e passou longe do chocolate durante 30 dias. Após este período, os participantes dos grupos foram submetidos a testes cognitivos que sugerem uma melhoria de 30% nas funções daqueles que consumiram o chocolate quente, quando comparados aqueles que não consumiram a bebida.
    De acordo com os pesquisadores, o fluxo sanguíneo para o cérebro também melhorou cerca de 8% nestes mesmos voluntários.

Original: Bem Estar GNT

Ideias bacanas para reutilizar tubos de papelão

capa1aOlá, pessoas!
Voltando a falar de duas coisas que gosto muito: Artesanato e reciclagem! Lembram do post sobre Cds e DVDs velhos?
Agora é sobre uma outra paixão minha: Artesanato com papelão!
Ainda vou falar muito sobre isso – vão ter que me aguentar! rsrs -, mas hoje vamos ser mais específicas: Tubos de papelão, ou rolinhos… como queiram chamar.
Joga-fora-no-lixoPerguntinha básica: Quando o papel higiênico e/ou papel toalha acaba o que você faz com os tubos de papelão?
Pois é, eu também jogava no lixo… até um tempo atrás! Agora eu guardo todos.
E de tanto falar sobre, comecei a ganhar também uns tubos bem maiores e mais resistentes.
Sempre me perguntam o que vou fazer com eles!
Abaixo, algumas ideias:
  Porta-lapis Link da imagem e passo a passo: Casa de Retalhos  
LanternasLink da imagem e passo a passo: Just Crafty Enough
porta-pulseira-colaresLink da imagem e passo a passo: Painel Criativo
moldura Link da imagem e passo a passo: Made2Style
quadro Link da imagem e passo a passo: Revolutionaries
pufe-ou-mesaLink da imagem e passo a passo: esprit cabane
organizador Link da imagem e passo a passo: Revista Artesanato
Gostaram?
Em breve mais ideias, ok?
Bjnhos e até a próxima! o/
Dani

Foliculite, a raiz do problema e a solução

foliculite-a-raiz-do-problema-e-a-solucao Foliculite é um nome esquisito para um problema bem comum: o pêlo encravado!
Se você, como eu, é uma das pobres mortais que sofrem desse mal, fique calminha e vamos conversar sobre o que fazer para eliminar ou amenizar consideravelmente esse tormento nosso de todo mês… ou todo dia.

Pra começar… Por que acontece? Pêlos encravados

O pêlo encrava porque está fraco e não consegue ultrapassar a barreira superficial da pele. Ou ele sai, mas volta a entrar.
A foliculite ocorre quando as bactérias invadem o local onde o pêlo nasce e aí começa o tormento: pontos pretos, inflamações, dor, coceira e bolinhas vermelhas, com ou sem pus. Em alguns casos mais sérios só um especialista pode tratar.
Homens, mulheres… ninguém tá livre disso. 
Em geral, afligem mais as peles morenas, negras e amarelas, mas isso não impede que qualquer outra pessoa também tenha. Nas mulheres o problema é maior na virilha e pernas e nos homens, na barba. 

E as causas?
Os motivos são variados:
>> a depilação com cera é a que mais leva ao aparecimento dos pêlos encravados já que os pêlos arrancados têm mais dificuldade de voltar à superfície porque a glândula sebácea próxima ao pêlo entope. 
* Dica: Algumas mulheres que estão acostumadas a depilar o corpo com cera se beneficiam da lâmina: como ela fortalece o pêlo, pode ficar mais fácil ele romper a pele. Alterne os métodos depilatórios, entre cera e lâmina, por exemplo.
>> calças apertadas (de tecido sintético e/ou jeans) e calcinhas também agravam o problema na virilha já que deixar o local quente, húmido e machucado é criar um ambiente perfeito para as bactérias. Quando usamos roupas mais grossas, a pele não consegue transpirar da forma correta e aí as bactérias se aproveitam dos pelos encravados.
* Dica: Evite usar roupas justas e de tecidos grossos com frequência, principalmente nos dias mais quentes
>> mais uma para nós, mulheres que sofrem, a menstruação: nesse período aumenta a secreção da glândula ao lado do pêlo e encrava.
* Dica: usar roupas mais largas e arejadas e calcinhas sem elástico.
>> a lâmina usada incorretamente pode piorar o quadro principalmente no caso de virilha e barba.
* Dica: Quem usa lâmina deve sempre manter o aparelho bem limpo (o ideal seria usar os descartáveis). Depois de usar a lâmina lave bem o aparelho com um sabonete antiséptico e mantenha num lugar fechado e seco.  
foliculite queloideana da nuca>> há também os casos de pêlos que encravam quando o corte de cabelo é feito na nuca, principalmente quando o mesmo poro possui dois ou três pêlos.
É a chamada foliculite queloideana da nuca (mais essa agora!).
Normalmente, homens que apresentam este tipo de inflação, também possuem problemas com a barba e vice-versa
>> o excesso de esfoliação e cremes gordurosos ou óleo corporal também podem ser agravantes

E a solução para esse problema chatíssimo?
Além das dicas que falei acima…
>> evite tomar banhos muito quentes e demorados;
- tomar sol ou passar creme hidratante, desodorante ou outros cosméticos na área depilada nas 24 horas seguintes à depilação.
- Após a depilação, acalme o local com loções à base de camomila, azuleno ou calêndula
>> nas axilas, a recomendação é usar desodorante líquido e deixar de lado os roll-on e em creme.
>> Depilar ou barbear de preferência após o banho, quando a pele estiver bem hidratada. Utilizar a lâmina de forma bem suave, não com força e nem no sentido contrário ao crescimento do pêlo e deixá-lo rente à pele. Lavar a área depois do procedimento
>> Não caia na tentação de cutucar, espremer ou arrancar com a pinça os pêlos encravados. Isso só vai ajudar a deixar o local mais inflamado, além de deixar a pele marcada ou manchada
>> Esfoliar sempre! Como uma das causas da foliculite é o excesso de queratinização, manter a pele mais lisinha e livre das células mortas (que dificultam a saída do pêlo à superfície) é fundamental para minimizar o problema.
A esfoliação é uma grande aliada quando o assunto é prevenir os temidos pêlos encravados e deve ser feita semanalmente. Exceto quando a pele estiver irritada e nesse caso é melhor não esfoliar para não agredi-la mais.
Os esfoliantes corporais com grânulos auxiliam na remoção das células mortas, afinando a pele e, assim, facilitam a passagem do pêlo. Mas eles têm de ser usados de forma constante. 
Existem bons produtos que levam algum agente bactericida na fórmula, como o triclosan. Além de esfoliar, eles combatem possíveis inflamações, que poderiam piorar o quadro. 
A esfoliação deve fazer parte do seu dia-a-dia, já que toda vez que o pêlo cresce pode acabar encravando novamente.
Minha dica caseira para esfoliação:
Pedra pomes nas pernas
Durante o banho quente, passe a pedra pomes muito muito suavemente, com movimentos circulares. Não demore muito tempo fazendo isso, só o suficiente para alcançar toda a perna (ou nos pontos onde os pêlos encravam).
Muito cuidado, caso contrário sua pele irá machucar.
>> A depilação a laser é tida entre os especialistas como uma das melhores soluções para evitar os pêlos encravados, mas se esse método é financeiramente impossível pra você saída é manipular cremes com bons princípios ativos como: uréia, ácido salicílico, peróxido de benzoíla ou ácido retinóico.

Importantíssimo: Antes de sair lambuzando seu corpo com cremes disso ou daquilo consulte um dermatologista. Apesar de serem indicados para o problema, só o médico pode saber qual o melhor pra sua pele.
Até a próxima!
Dani

Infecção Urinária – o que é e como tratar?

Infeccao Urinaria Dor, ardência e urgência para urinar, incômodo no baixo ventre e, em alguns casos, sangue na urina. Você até pode não ter se deparado com esses sintomas, mas certamente tem uma amiga que já enfrentou uma infecção urinária.
Não resta dúvida, as mulheres são mais suscetíveis a essa doença: para cada homem, existem 20 mulheres com esse tipo de infecção.

Saiba porque
Na maioria dos casos (cerca de 95%) é provocada por uma bactéria chamada Escherichia coli, presente normalmente na flora intestinal e, consequentemente, ao redor do ânus e no períneo (área entre o ânus e a vagina).
No intestino, essa bactéria é inofensiva, mas quando ela invade as vias urinárias a coisa complica. Aí é que entra a fragilidade da anatomia feminina. A vagina fica a pouquíssimos centímetros do ânus. A uretra, canal que leva o xixi da bexiga até a vagina, é curtinha, quando comparada com a dos rapazes. A nossa mede de 3 a 4 centímetros, enquanto a deles tem mais de 10 centímetros. Com essa configuração, a bactéria que está no períneo chega mais facilmente na uretra, porta de entrada para a infecção. Da uretra para a bexiga, onde a doença começa, é um pulo!
Uma Cistite, também chamada de infecção urinária baixa, mal tratada pode evoluir para uma pielonefrite, ou infecção urinária alta, caso muito mais grave porque ataca o rim, órgão vital do corpo, causando febre e dor lombar, entre outros sintomas. Nesse caso, a internação hospitalar é necessária.

Contaminação

A cistite não é transmissível, ou seja, você não pega de outra pessoa. Como ela é provocada por uma bactéria que existe normalmente na flora intestinal, alguns fatores podem colaborar para a infecção. “Uma flora vaginal saudável, com pH ácido, ajuda a proteger a região. Se existe algum desequilíbrio nas bactérias protetoras da vagina, você fica mais suscetível à doença”, explica Fernando Almeida, professor de urologia da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).
E sabe o que pode alterar a sua flora?
Uso de espermicidas, ejaculação do parceiro, sucos muito ácidos (como de laranja, limão e abacaxi) e diminuição de estrogênio (o que normalmente acontece na menopausa).


Tratamento
É preciso procurar um médico e realizar um exame de urina para verificar qual é a bactéria responsável pelo problema. Uma vez medicada, os sintomas, tão desagradáveis, desaparecem em cerca de dois dias. Mas é preciso continuar tomando o antibiótico de acordo com a prescrição do médico, mesmo se não tiver mais nenhum sintoma.

Cuidados
* Tomar bastante líquido reduz o risco de contaminação, pois a água “lava” o sistema urinário - “Quanto mais vezes você enche e esvazia a bexiga, menor a probabilidade de a bactéria se instalar”, diz Edilson Ogeda, ginecologista do Hospital Samaritano de São Paulo.
* Fazer xixi depois do ato sexual - “Se durante a atividade alguma bactéria do períneo se aproximou da uretra, um jato forte de urina ajuda a eliminar a invasora”, explica o ginecologista.

Recaídas
Não é porque você curou a doença que ela nunca mais vai voltar. Pela anatomia feminina, como falamos no início da reportagem, o risco de contaminação sempre existe. Das mulheres que tiveram cistite uma vez, 25% voltam a se contaminar.
Outra hipótese, mais comum, é que as vítimas constantes da cistite têm um tipo de mucosa, tanto da vagina como da uretra, que favorece a aderência da bactéria e com isso a contaminação. Aqui, a fragilidade é hereditária e, certamente, há outras pessoas na família com o mesmo problema. Se for o seu caso, vale consultar um médico que pode sugerir alguns tratamentos para evitar as repetições.
Se uma cistite incomoda bastante, várias ao ano atrapalham muito mais.

Esclarecendo dúvidas
“A doença não está relacionada com falta de higiene. Isso é um mito que precisa acabar”, diz Fernando Almeida. Porém, depois de fazer xixi, é recomendado secar a vagina de frente para trás. No sentido inverso, você pode trazer bactérias do períneo para a vagina.

Fonte: boaforma.abril.com.br
Beijão e até a próxima!
Dani 

Minha primeira máquina de costura!

Pense numa pessoa feliz como pinto no lixo! Sou eu!! rsrs
Depois de muita indecisão (muita mesmo!), pesquisas, idas e vindas inúmeras vezes em lojas… eis que hoje finalmente me decidi!
E a felizarda é a Singer Tradition 2250
Singer Tradition 2250 Não é linda?
Características
  • 9 pontos Utilitários e decorativos.  
  • Caseado Automático de 4 passos Faça os 4 lados da casa, girando apenas o seletor.
  • Estrutura de Metal Garante maior estabilidade durante a costura.
  • Braço livre Facilita a costura em áreas de difícil acesso e em costuras tubulares, como mangas de camisa e pernas de calças. Basta remover a extensão da base.
  • Trabalhos com Agulha Dupla Possibilita costurar trabalhos com agulha dupla em costura reta.
  • Duas posições de Agulha Na costura reta, possibilita direcionar a agulha em duas posições diferentes.
  • Fácil de Passar a Linha As numerações existentes na máquina permitem que você siga a ordem correta da passagem da linha.
  • Cortador de Linha na Barra do Calcador e na Tampa Lateral Ao terminar a costura, a linha pode ser cortada na barra do calcador ou na tampa lateral.
  • Enchedor de Bobina Automático Ao acionar o enchedor, o movimento da agulha é isolado automaticamente.
  • Compartimento Integrado para Acessórios Os acessórios ficam guardados no interior da extensão da base, facilitando o armazenamento e a organização.
Fonte: Singer
Por que uma máquina de costura?
Primeiro porque é chato (pra não dizer pior) pagar outra pessoa pra fazer minhas coisas (capas de almofadas, por ex.) e nem sempre ficar como eu quero; Depois´pela satisfação de usar algo feito por mim, criar.
Aprender sozinha?
Pode até ser. Na verdade, costurar não é um bicho de sete cabeças, basta ter paciência e muita persistência. Só acho que se perde muito tempo errando até acertar, por isso estou fazendo um curso de corte e costura. Pra ver se consigo não errar tanto! rsrsrs
Qual máquina comprar? Ah, eis uma coisa a se pensar com muita calma.
Depois de tantas pesquisas (internet, pessoas próximas) percebi que saber qual a máquina de costura mais indicada pra mim foi uma coisa muito difícil.
E mais: muitas pessoas tem essa mesma dúvida.
A única certeza que tinha era a marca: Singer.
Minha família (mãe, tias, avó) sempre tiveram uma máquina de costura da Singer, então pra mim essa escolha foi bem natural – claro, não questionando outras marcas.
Então vou dar um conselho pra você não pirar como quase aconteceu comigo:
Pergunte a si mesma: que tipo de trabalho quero fazer?
Você quer fazer coisas de casa? Patchwork? Bordar? Quer fazer grandes costuras?
Com essa resposta, já tem meio caminho andado.
Depois pense que uma máquina de costura é um investimento a longo prazo. Quanto você pode investir agora?
Pessoalmente, não queria uma máquina pra fazer o básico do básico (a minha é o modelo básico da linha Tradition, mas existem outras ainda mais básicas). Estou aprendendo agora, mas vou me aperfeiçoar. Não quero ter que comprar outra máquina quando isso acontecer, mas também não quero uma máquina da qual não vou usufruir tudo o que ela tem!
E talvez esta seja minha primeira e única… Quem sabe…
Esse vídeo abaixo me ajudou muito a clarear as idéias. Espero que ajude você também!

No blog Minha Singer tem várias dicas legais.
Então é isso, espero ter esclarecido algumas dúvidas, caso você esteja interessada em entrar no mundo das costuras, como eu.
Espere novidades, por enquanto estou conhecendo minha mais nova amiga! rsrsrs
Beijo grande e até a próxima!

Dicas para bordar ponto cruz

Dicas para bordar ponto cruz Gente, não sou nenhuma expert, (embora faça meus bordados e goste dos resultados finais) mas quero dar algumas dicas para que, por exemplo, você não cometa os mesmos erros que cometi antes, enquanto fazia ponto cruz.
Se você já vive entre linhas e agulhas, espero que acrescente algo no seu trabalho.
Mas se quiser começar a bordar, o melhor é aprender do jeito certo:
  • Lave sempre as mãos antes de iniciar o bordado e, às vezes, até durante, isso permitirá um trabalho limpo.
  • Use agulhas específicas para o ponto cruz.
  • Use uma boa iluminação para bordar, de preferência use luz fluorescente.
  • Procure sempre sentar-se confortavelmente para não prejudicar sua coluna. Isso vale até quando não estiver bordando.
  • Coloque uma almofada no colo para aproximar o bordado.
  • Não perca a agulha! Parece bobagem, mas uma vez perdi uma na almofada que usava e uma amiga sentou em cima! Acho que doeu. rsrs Prenda-a sempre no pano em que está bordado ou num alfineteiro.
  • Se você quiser que a linha não dobre ao puxar do ponto, passe uma esponja úmida do começo ao fim da linha.
  • Passe sempre um alinhavo no tecido que cortou, evitando desfiar.
  • Ao terminar um trabalho sempre lave, passe à ferro e engome. Ficará impecável!
  • Quando aplicar seus bordados use somente tecidos que não desbotam.
  • Bordar é uma terapia, eu falo sempre. Para fazer um trabalho bonito precisamos ter paciência e calma. Um ponto errado altera todo o bordado!
Sobre os materiais, falo em outro post, por enquanto deixo uma vídeo muito bacana da Josi Pereira, do blog Josi Pereira Bordados
No canal dela, no youtube, tem outras aulas.
Beijo e paz!