Aos Amigos Virtuais…

amigovirtual Amizades são feitas de pedacinhos.
Pedacinhos de tempo que vivemos com cada amigo.
Não importa a quantidade de tempo que passamos, mas a qualidade do tempo que vivemos com cada pessoa.
Cinco minutos podem ter uma importância muito maior do que um dia inteiro.
Assim, há amizades que são feitas de risos e dores compartilhados; outras de escola; outras de saídas, cinemas, diversões e existem ainda aquelas que nascem e a gente nem sabe de quê, mas que estão presentes. Talvez sejam feitas de silêncios compreendidos, ou de simpatia mútua sem explicação.
Hoje em dia, muitas amizades são feitas só de e-mails ou via blogs e essas não são menos importantes.
AVSão as famosas "amizades virtuais." 
Diferentes até, mas não menos importantes.
Aprendemos a amar as pessoas sem que possamos julgá-las pela sua aparência ou modo de ser, sem que possamos (e fazemos isso inconscientemente às vezes) etiquetá-las.
Há amizades muito profundas que são criadas assim.
Saint-Exupery disse:
"Foi o tempo que perdestes com tua rosa que fez tua rosa tão importante."
E eu digo que é o tempo que ganhamos com cada amigo que faz dele tão importante.
Porque tempo gasto com amigos é tempo ganho, aproveitado, vivido.
São lembranças para cinco minutos depois ou anos até.
Um amigo se torna importante pra nós, e nós para ele, quando somos capazes, mesmo na sua ausência, de rir ou chorar, de sentir saudade e nesse instante trazer o outro bem pertinho da gente.
Dessa forma, podemos ter vários melhores amigos de diferentes maneiras.
O importante é saber aproveitar o máximo cada minuto vivido e ter depois no baú das recordações horas para passar com os amigos, mesmo quando estes estiverem longe dos nossos olhos.amigo virtualA você, minha amiga/meu amigo virtual, um abraço muito apertado e desejos de que tenha uma vida mara! rsrs
Cheia de sucessos, postagens maravilhosas, muitos seguidores, milhões de comentários e que possam encontrar muitos amigos virtuais e verdadeiros!
Beijo e paz!
Das

Segurar xixi – saiba porque você não deve ignorar o chamado da natureza!

vontadede fazer xixi As situações para isso acontecer são as mais variadas possíveis: você pode estar no elevador, no ônibus, numa fila qualquer, num papo legal com alguém, olhando algo super interessante na internet… ou simplesmente com preguiça de ir ao banheiro! Quem nunca fez isso?
Hoje você vai saber quais os inúmeros problemas que provavelmente terá se não mudar esse hábito de não ir ao banheiro quando seu corpo pede.
Vai pensar duas vezes antes de decidir não responder ao chamado da natureza.

Entendendo…
A bexiga é um órgão que funciona como reservatório da urina. Ela possui um limite de capacidade, que varia para cada pessoa. Quando esse limite está prestes a ser atingido, surge a necessidade de eliminar o líquido, ocasionando a vontade de fazer xixi.
A urina serve para limpar a uretra, onde se acumulam bactérias. Portanto, quanto maior o tempo que uma pessoa fica sem ir ao banheiro, maior também é o risco de um problema posterior.

Problemas que podem causar

Essa atitude eleva a concentração de resíduos na bexiga, como uréia, cloreto de sódio (sal) e ácido úrico, que se tornam tóxicos após muito tempo retidos no organismo. Esse quadro propicia então a proliferação de bactérias no aparelho urinário, podendo gerar infecções nos rins.

vontade de fazer xixiA distensão da bexiga por tempo prolongado também pode causar uma lesão nos nervos que a controlam, causando dores e dificuldades para urinar
Por estarem mais sujeitas a infecções urinárias, as mulheres são mais afetadas pela retenção da urina. O ato de urinar é uma das principais defesas contra as infecções urinárias, lavando a bexiga das bactérias indesejadas. Quanto mais uma mulher urina, mais se protege das bactérias, em geral intestinais, que podem proliferar na vagina e invadir a bexiga. 
Saiba mais aqui:
Portanto, se você tem urgência em chegar ao banheiro, dor no pé da barriga, ardor ao fazer xixi ou percebe que a urina está avermelhada, cuidado! Você pode estar com infecção urinária e deve procurar um médico. Em homens, é comum haver ardor e dificuldade para eliminar a urina.
Ainda tem um negócio chamado trauma vesical contuso  - ocorre que a bexiga pode estar muito cheia e por ironia do destino você sofrer um acidente de carro. Então o cinto de segurança faz  uma pressão tão forte na região abaixo do umbigo que faz com que a sua bexiga se rompa (explodindo mesmo)

O que fazer para prevenir
O ideal é que se urine sempre antes da sensação dolorosa surgir, ou seja, apenas com a percepção de que a bexiga está cheia.
Ou então que se vá ao banheiro a cada três ou quatro horas. Pra isso tem que beber bastante água ao longo do dia. 
Além de hidratarmos o corpo, mantemos a constante limpeza do organismo. Quanto mais clara for a tonalidade da urina, mais saudável está o sistema urinário.

Dúvidas?

Bjo e até a próxima!
Dani

Foliculite, a raiz do problema e a solução

foliculite-a-raiz-do-problema-e-a-solucao Foliculite é um nome esquisito para um problema bem comum: o pêlo encravado!
Se você, como eu, é uma das pobres mortais que sofrem desse mal, fique calminha e vamos conversar sobre o que fazer para eliminar ou amenizar consideravelmente esse tormento nosso de todo mês… ou todo dia.

Pra começar… Por que acontece? Pêlos encravados

O pêlo encrava porque está fraco e não consegue ultrapassar a barreira superficial da pele. Ou ele sai, mas volta a entrar.
A foliculite ocorre quando as bactérias invadem o local onde o pêlo nasce e aí começa o tormento: pontos pretos, inflamações, dor, coceira e bolinhas vermelhas, com ou sem pus. Em alguns casos mais sérios só um especialista pode tratar.
Homens, mulheres… ninguém tá livre disso. 
Em geral, afligem mais as peles morenas, negras e amarelas, mas isso não impede que qualquer outra pessoa também tenha. Nas mulheres o problema é maior na virilha e pernas e nos homens, na barba. 

E as causas?
Os motivos são variados:
>> a depilação com cera é a que mais leva ao aparecimento dos pêlos encravados já que os pêlos arrancados têm mais dificuldade de voltar à superfície porque a glândula sebácea próxima ao pêlo entope. 
* Dica: Algumas mulheres que estão acostumadas a depilar o corpo com cera se beneficiam da lâmina: como ela fortalece o pêlo, pode ficar mais fácil ele romper a pele. Alterne os métodos depilatórios, entre cera e lâmina, por exemplo.
>> calças apertadas (de tecido sintético e/ou jeans) e calcinhas também agravam o problema na virilha já que deixar o local quente, húmido e machucado é criar um ambiente perfeito para as bactérias. Quando usamos roupas mais grossas, a pele não consegue transpirar da forma correta e aí as bactérias se aproveitam dos pelos encravados.
* Dica: Evite usar roupas justas e de tecidos grossos com frequência, principalmente nos dias mais quentes
>> mais uma para nós, mulheres que sofrem, a menstruação: nesse período aumenta a secreção da glândula ao lado do pêlo e encrava.
* Dica: usar roupas mais largas e arejadas e calcinhas sem elástico.
>> a lâmina usada incorretamente pode piorar o quadro principalmente no caso de virilha e barba.
* Dica: Quem usa lâmina deve sempre manter o aparelho bem limpo (o ideal seria usar os descartáveis). Depois de usar a lâmina lave bem o aparelho com um sabonete antiséptico e mantenha num lugar fechado e seco.  
foliculite queloideana da nuca>> há também os casos de pêlos que encravam quando o corte de cabelo é feito na nuca, principalmente quando o mesmo poro possui dois ou três pêlos.
É a chamada foliculite queloideana da nuca (mais essa agora!).
Normalmente, homens que apresentam este tipo de inflação, também possuem problemas com a barba e vice-versa
>> o excesso de esfoliação e cremes gordurosos ou óleo corporal também podem ser agravantes

E a solução para esse problema chatíssimo?
Além das dicas que falei acima…
>> evite tomar banhos muito quentes e demorados;
- tomar sol ou passar creme hidratante, desodorante ou outros cosméticos na área depilada nas 24 horas seguintes à depilação.
- Após a depilação, acalme o local com loções à base de camomila, azuleno ou calêndula
>> nas axilas, a recomendação é usar desodorante líquido e deixar de lado os roll-on e em creme.
>> Depilar ou barbear de preferência após o banho, quando a pele estiver bem hidratada. Utilizar a lâmina de forma bem suave, não com força e nem no sentido contrário ao crescimento do pêlo e deixá-lo rente à pele. Lavar a área depois do procedimento
>> Não caia na tentação de cutucar, espremer ou arrancar com a pinça os pêlos encravados. Isso só vai ajudar a deixar o local mais inflamado, além de deixar a pele marcada ou manchada
>> Esfoliar sempre! Como uma das causas da foliculite é o excesso de queratinização, manter a pele mais lisinha e livre das células mortas (que dificultam a saída do pêlo à superfície) é fundamental para minimizar o problema.
A esfoliação é uma grande aliada quando o assunto é prevenir os temidos pêlos encravados e deve ser feita semanalmente. Exceto quando a pele estiver irritada e nesse caso é melhor não esfoliar para não agredi-la mais.
Os esfoliantes corporais com grânulos auxiliam na remoção das células mortas, afinando a pele e, assim, facilitam a passagem do pêlo. Mas eles têm de ser usados de forma constante. 
Existem bons produtos que levam algum agente bactericida na fórmula, como o triclosan. Além de esfoliar, eles combatem possíveis inflamações, que poderiam piorar o quadro. 
A esfoliação deve fazer parte do seu dia-a-dia, já que toda vez que o pêlo cresce pode acabar encravando novamente.
Minha dica caseira para esfoliação:
Pedra pomes nas pernas
Durante o banho quente, passe a pedra pomes muito muito suavemente, com movimentos circulares. Não demore muito tempo fazendo isso, só o suficiente para alcançar toda a perna (ou nos pontos onde os pêlos encravam).
Muito cuidado, caso contrário sua pele irá machucar.
>> A depilação a laser é tida entre os especialistas como uma das melhores soluções para evitar os pêlos encravados, mas se esse método é financeiramente impossível pra você saída é manipular cremes com bons princípios ativos como: uréia, ácido salicílico, peróxido de benzoíla ou ácido retinóico.

Importantíssimo: Antes de sair lambuzando seu corpo com cremes disso ou daquilo consulte um dermatologista. Apesar de serem indicados para o problema, só o médico pode saber qual o melhor pra sua pele.
Até a próxima!
Dani

Ideias bacanas para reutilizar tubos de papelão

capa1aOlá, pessoas!
Voltando a falar de duas coisas que gosto muito: Artesanato e reciclagem! Lembram do post sobre Cds e DVDs velhos?
Agora é sobre uma outra paixão minha: Artesanato com papelão!
Ainda vou falar muito sobre isso – vão ter que me aguentar! rsrs -, mas hoje vamos ser mais específicas: Tubos de papelão, ou rolinhos… como queiram chamar.
Joga-fora-no-lixoPerguntinha básica: Quando o papel higiênico e/ou papel toalha acaba o que você faz com os tubos de papelão?
Pois é, eu também jogava no lixo… até um tempo atrás! Agora eu guardo todos.
E de tanto falar sobre, comecei a ganhar também uns tubos bem maiores e mais resistentes.
Sempre me perguntam o que vou fazer com eles!
Abaixo, algumas ideias:
  Porta-lapis Link da imagem e passo a passo: Casa de Retalhos  
LanternasLink da imagem e passo a passo: Just Crafty Enough
porta-pulseira-colaresLink da imagem e passo a passo: Painel Criativo
moldura Link da imagem e passo a passo: Made2Style
quadro Link da imagem e passo a passo: Revolutionaries
pufe-ou-mesaLink da imagem e passo a passo: esprit cabane
organizador Link da imagem e passo a passo: Revista Artesanato
Gostaram?
Em breve mais ideias, ok?
Bjnhos e até a próxima! o/
Dani

Jeitos diferentes de usar o Sal

Jeitos diferentes de usar sal Além de insubstituível no preparo dos alimentos, o sal tem um grande poder de desidratação. Em outras palavras, ele absorve a umidade - e com isso extermina larvas de insetos, mofo e até os micro-organismos responsáveis pelo mau cheiro dos sapatos. O sal também ajuda a preservar equipamentos eletroeletrônicos e a relaxar o corpo depois de um dia tenso.
Conheça as receitinhas para aproveitar todos esses benefícios:
1. Sal para espantar mosquitos! Aquelas inocentes pocinhas d’água que se forma debaixo do escorredor de louças e em outros cantos da pia são o lugar ideal para os mosquitos depositarem seus ovos - inclusive o transmissor da dengue! Se você não se lembra de secar a pia diariamente, polvilhe sal nesses locais para matar as larvas.
2. Sal garante cores vivas nas roupas e nos carpetes Como a água é um solvente universal, sempre que você lava uma roupa preta ou colorida com água pura ela tende a dissolver os corantes do tecido, deixando os tons esmaecidos. Mas se você colocar sal na água esse processo é bloqueado quimicamente, preservando a cor das roupas. Basta dissolver sal na lavagem e no enxágue das roupas pretas e coloridas, na proporção de 1 colher (sopa) de sal para cada 10 litros de água. Para restaurar as cores do seu carpete, limpe-o com pano, esponja ou escova umedecida em uma solução de 1 xícara (chá) de sal dissolvido em 3 litros de água e deixe secar naturalmente. A fórmula também ajuda a repelir traças.
3. Sapatos sem cheiro com ajuda de sal Se quer manter sapatos, botas e tênis livres de odores, espalhe um pouco de sal dentro deles logo após usá-los. Além de esterilizar, o condimento absorve a umidade evitando a proliferação das bactérias responsáveis pelo mau cheiro.
4. Sal para proteger eletrônicos Deixe um pratinho raso com sal grosso perto dos equipamentos (televisão, computador etc.). Ele absorve a umidade do ambiente, protegendo os aparelhos da oxidação. Troque o sal quando perceber que ele quase formou um torrão único e não está mais soltinho.
5. Evite fungos em peixes de aquário com sal Colocar os peixinhos de água doce por alguns minutos em água ligeiramente salgada previne fungos nas escamas. Mas é preciso cuidado, pois esse tratamento é contraindicado para algumas espécies. Para não expor a vida deles ao risco, informe-se numa loja especializada em aquários - assim você terá orientações seguras quanto à proporção de sal, aos peixinhos que suportam a salinidade e à frequência do procedimento, além de outras dicas importantes.
6. Adote o sal para espantar pulgas Polvilhe sal nos carpetes, tapetes, estofados e frestas do assoalho, deixe por algumas horas e recolha com o aspirador - as larvas das pulgas são desidratadas pelo sal e morrem na hora! Em pisos frios ou de cimento, tire os cães e gatos do ambiente, lave o chão com água bem salgada, deixe secar naturalmente e enxágue com água limpa. Use 1 xícara (chá) para cada 2 litros de água. Repita pelo menos três vezes, em intervalos de 12 dias, para exterminar as novas larvas que saírem dos ovos. Mas, atenção: não use sal no jardim porque ele mata as plantas e micro-organismos benéficos, deixando o solo estéril.
7. Use sal e acabe com o mofo As roupas de cama e banho ficaram guardadas por muito tempo e terminaram mofando? Molhe os locais manchados com uma mistura feita com o suco de 1 limão e 1 colher (café) rasa de sal, e estenda as peças ao sol do meio-dia por aproximadamente duas horas. O sal mata os fungos e o limão tira as manchas. Depois finalize a limpeza com uma lavagem completa, usando o sabão de costume.
8. Sal dá vida nova para as esponjas Depois do uso, mergulhe as esponjas em água fria salgada. Elas ficarão como novas - e limpinhas, porque o sal age como desinfetante. Use 1 colher (sopa) para cada copo de água.
Fonte: MdeMulher

Como você se protege do frio?

Como você se protege do frio Não é de hoje que se percebe que o tempo anda doido. Também não é preciso ser um profissional da área para saber o que essas discrepâncias climáticas causam em nosso corpo. É só sentir!
Você anda se protegendo corretamente?

Tenho dicas quentes pra você prevenir ou recuperar a pele dos estragos:
- Fuja da água quente - ela remove a barreira de proteção da pele (manto hidrolipídico), deixando-a mais propensa a irritações, descamação, ressecamento, envelhecimento precoce (rugas finas) e diminuição da elasticidade da pele.

- Alimentação –  no frio, ela passa a ser mais gordurosa e quente, o que leva a um aumento da oleosidade e da acne nas peles mais propensas. Acrescentar muitas verduras e legumes no prato, eles fornecem vitaminas que dão mais brilho à pele.
Lembrando: uma boa hidratação depende também da ingestão de, pelo menos, 2 litros de água por dia.

frio- Rachaduras nos pés - No frio, a umidade do ar diminui, causando o ressecamento da pele, inclusive dos pés. A hidratação é fundamental, mas também é necessário usar sapatos fechados e um bom hidratante, específico para a região dos pés. As rachaduras acabam por ser locais propensos a proliferação de bactérias e fungos, por isso é importante tratá-las com cuidado e, se necessário, conte com a ajuda de um podólogo.

- Cremes - Eles não podem faltar no seu nécessaire. E a fórmula pode ser a mesma, independente da estação, o que vale mesmo é ficar atenta ao seu tipo de pele. Normalmente, no frio, mesmo a pele oleosa apresenta ressecamento, sendo indicados produtos em base de creme.

- Lábios - o vento, o frio, a poeira, a poluição e a baixa umidade agridem e ressecam muito os lábios, é preciso hidratar a pele regularmente. Além do uso regular de filtros solares labiais, o consumo de água (mesmo sem que haja sede) é importante.

Evite passar a língua nos lábios - Ainda que, num primeiro momento, a saliva possa trazer algum alívio, no instante seguinte ela começa a ressecar ainda mais a boca. Esse efeito rebote ocorre porque a saliva contém cerca de sete enzimas digestivas preparadas para pré-digerir os alimentos. Essas enzimas, não agem nas mucosas, mas são capazes de agredir a sensível pele dos lábios.
frioPor causa do frio, você nem percebe a dor da queimadura solar e demora mais tempo para sair do sol. O resultado são mais queimaduras até mais intensas do que no verão, quando o calor faz soar o alarme da dor

Escolhendo um protetor labial ou um batom - Prefira produtos com filtro solar associado a preparações oleosas e produtos à base de petrolato ou cera de abelha, silicone, manteigas de cacau ou de caritê, que mantém os lábios sempre com uma película protetora e ajudam na hidratação, evitando o ressecamento. E é importante reaplicar o produto a cada 2 horas, tempo que dura a hidratação.

Aos fumantes de plantão - O fumo é, depois do sol, a segunda maior causa de envelhecimento e de câncer labial. O cigarro diminui a capacidade de regeneração e cicatrização da pele e mucosas.

- Cabelos - Durante este período, temos tendência a lavrar os cabelos com água  mais quente, retirando todo o óleo do couro cabeludo (o tal manto hidrolipídico), que, além de ser a proteção natural, tem a função de lubrificá-los. frio
Sua total retirada pode dar um aspecto de ressecamento. Em alguns casos, o organismo entende que com a ausência da oleosidade, ele precise produzir mais desse manto, deixando a cabeleira mais oleosa. Por isso, o ideal é sempre lavá-los com água morna.
O frio também afeta diretamente os fios, pois a água que fica nos fios se solidifica e facilita a quebra da fibra capilar, por isso evite sair de casa com os cabelos molhados. O uso do secador está liberado, desde que não seja com o vento muito quente e próximo aos fios. A secagem deve ser feita com a proteção de um creme termo ativado.
Chapéus, bonés e gorros, também podem prejudicar as madeixas, já que aumentam a oleosidade e o possível aparecimento de fungos e bactérias, devido a baixa ventilação do couro cabeludo. Por isso, se puder, melhor evitá-los.

Você sente dores?
A necessidade de aquecimento da musculatura provoca uma contração que torna algumas partes do corpo doloridas. Mãos, pés e cabeça precisam de estimulação extra já que não recebem o sangue tão quente.
Então, movimente-se!
Imagem2Se você caminha, por exemplo, o hábito deve ser mantido também quando fizer frio, mas alguns cuidados devem ser tomados: a respiração se altera na caminhada no frio, porque o ar gelado entra pelo nariz e se choca com a temperatura ambiente interna cerca de 36 graus do corpo.
Atenção redobrada ao alongamento: no mínimo, 15 minutos.
Além disso, ficamos mais vulneráveis a lesões musculares, gripes e resfriados.
Mãos, pés e cabeça precisam de estimulação extra já que não recebem o sangue tão quente. Faça movimentos contínuos para que fiquem aquecidos.
Uma boa dica pra os pés gelados é o escalda-pés, uma técnica milenar que ativa a circulação e os principais pontos de relaxamento dos nossos pés, que são os grandes condutores de energia do corpo.
- O escalda-pés básico é feito com uma bacia ou mini-ofurô, água quente e um punhado de sal. 
Esses pequenos cuidados diários vão ajudar a garantir um visual lindo também no inverno.
ursinhos 
No mais…
Pegue seu amor e troque energias: abraços quentinhos, beijinhos, carinhos…
Assim dá pra suportar qualquer tempo frio, né?

Fonte: Minha Vida e outros

Beijo e paz!