Infecção Urinária – prevenção e cuidados

infeccao-urinariaEm janeiro de 2011 fiz uma postagem chamada “Infecção Urinária – o que é e como tratar?”. Depois de mais de  24.000 acessos e vários comentários sobre esse assunto, resolvi fazer este outro post para esclarecer algumas dúvidas e dar novas dicas.
As pessoas perguntam sobre tratamento... Acreditem, eu sei o quanto esse problema incomoda, como muitas mulheres, eu já passei por isso. Mas não posso indicar nenhum tipo de tratamento ou antibióticos. Cada organismo reage de forma diferente a remédios e além disso só um médico pode avaliar qual o melhor tratamento pra cada pessoa.
A infecção urinária é a infecção bacteriana mais comum no ser humano, principalmente entre as mulheres dos 20 aos 40 anos e as grávidas. Os homens sofrem mais na primeira infância e depois dos 55 anos, sobretudo por distúrbios na próstata
Dependendo do local em que os agentes invasores se instalam, a doença é chamada de vulvovaginite (abertura da vagina), cistite (uretra e bexiga) ou pielonefrite (rins).

A ordem é: prevenir e cuidar
Muita gente tem mania de não ir ao banheiro quando o cérebro dá o sinal de que a bexiga está cheia, deixando para fazer xixi depois. Isso é um erro grande!
Saiba mais aqui:
 Segurar xixi – saiba porque você não deve ignorar o chamado da natureza!
hidrate-seu-corpoBeba bastante água - A hidratação ajuda a manter o aparelho ativo, com fluxo de urina normal e saudável. A água também é necessária para uma série de processos metabólicos e biológicos do organismo.
As pessoas devem prestar atenção na cor da urina (que deve ser clara). Uma coloração mais amarelada pode ser falta de hidratação, alimentação ou decorrência do uso de medicamentos. A primeira urina do dia é mais escura porque à noite um hormônio secretado aumenta a absorção de água e a concentração do xixi.
Se houver sangue na urina, sinal de alerta: há 80% de chances de você precisar de tratamento. O sangue pode indicar infecções, doenças hereditárias (como rins policísticos), pedras nos rins, doenças de próstata, traumas e até tumores. Esse xixi pode aparecer com coloração avermelhada ou até marrom, quase preta.
Higiene é fundamental. Ter uma boa higiene é uma das melhores maneiras de se prevenir contra doenças,  tanto do assunto em questão quanto de qualquer outro problema de saúde,
Sempre urinar depois do sexo. Isso porque o atrito e as bactérias envolvidas na relação podem contaminar a região pélvica da mulher. Ao fazer xixi, o aparelho urinário é exercitado e elimina grande parte das bactérias que podem ter entrado na uretra e ir em direção à bexiga. A própria vagina já concentra micro-organismos que podem causar infecção
Problemas ginecológicos podem favorecer as infecções. Em mulheres as infecções vaginais ou corrimentos (produzidos por fungos, bactérias ou vírus) podem ser causa de infecção urinária. A proximidade da uretra com a vagina, e da vagina com o ânus, facilita a contaminação por germes intestinais
Sabonetes íntimos também são úteis, mas devem ser usados na medida certa (até uma vez por dia), porque a vagina tem uma flora bacteriana importantíssima para manter o pH da região e proteger a mulher.
Absorventes internos precisam ser trocados a cada 2 ou 3 horas, e não se deve dormir com eles. 
Evite usar calças muito apertadas. Use calcinha e meia calça de algodão e troque-as, pelo menos, uma vez por dia
O uso frequênte de antibióticos para tratar a repetição do problema pode levar à resistência das bactérias, portanto evite a automedicação. O fato de muitas pessoas tomarem antibióticos sem orientação pode gerar infecções por agentes resistentes aos remédios prescritos

cranberryJá ouviu falar numa fruta chamada Cranberry ou oxicoco? 
Parecida com uma pequena cereja e pouco comum no Brasil, essa frutinha é alvo de diversas pesquisas sobre a prevenção de infecções urinárias. Os benefícios da fruta estariam em uma substância que impediria a adesão de bactérias na parede da bexiga.
Um trabalho da Cochrane Collaboration, rede dedicada à revisão de estudos na área da saúde, divulgado pela Universidade de Harvard, avaliou 10 pesquisas sobre o tema, com mais de mil participantes. Esse trabalho concluiu que o suco da fruta poderia diminuir a quantidade de infecções do trato urinário principalmente em mulheres reincidentes. No entanto, o trabalho não concluiu qual seria a dosagem de suco necessária.
Apesar dos indícios sobre os benefícios da cranberry serem bastante conhecidos e divulgados, Ricardo Able, coordenador do departamento de urologia feminina da Sociedade Brasileira de Urologia, afirma que os estudos não são conclusivos. "Nada substitui o tratamento das infecções urinárias com antibióticos", afirma. Além disso, ele diz que o consumo do suco de cranberry merece cuidado. "Se tomado em excesso, pode provocar desarranjos intestinais. Além disso, deve ser evitado por diabéticos, devido à frutose, e por quem toma remédios anticoagulantes, que podem interagir com substâncias presentes na fruta", diz 

Será que eu consegui ajudar você de alguma forma? Espero que sim.
Tem alguma outra dica para prevenir ou evitar a infecção urinária? Fique à vontade para dividir com a gente!

Até a próxima!
Dani
Fontes de pesquisa:  Bem Estar,
Mundo ela, Revista Crescer

Ideias bacanas para reutilizar tubos de papelão

capa1aOlá, pessoas!
Voltando a falar de duas coisas que gosto muito: Artesanato e reciclagem! Lembram do post sobre Cds e DVDs velhos?
Agora é sobre uma outra paixão minha: Artesanato com papelão!
Ainda vou falar muito sobre isso – vão ter que me aguentar! rsrs -, mas hoje vamos ser mais específicas: Tubos de papelão, ou rolinhos… como queiram chamar.
Joga-fora-no-lixoPerguntinha básica: Quando o papel higiênico e/ou papel toalha acaba o que você faz com os tubos de papelão?
Pois é, eu também jogava no lixo… até um tempo atrás! Agora eu guardo todos.
E de tanto falar sobre, comecei a ganhar também uns tubos bem maiores e mais resistentes.
Sempre me perguntam o que vou fazer com eles!
Abaixo, algumas ideias:
  Porta-lapis Link da imagem e passo a passo: Casa de Retalhos  
LanternasLink da imagem e passo a passo: Just Crafty Enough
porta-pulseira-colaresLink da imagem e passo a passo: Painel Criativo
moldura Link da imagem e passo a passo: Made2Style
quadro Link da imagem e passo a passo: Revolutionaries
pufe-ou-mesaLink da imagem e passo a passo: esprit cabane
organizador Link da imagem e passo a passo: Revista Artesanato
Gostaram?
Em breve mais ideias, ok?
Bjnhos e até a próxima! o/
Dani

Tapioca - receita rápida e fácil

tapioca No nordeste também é conhecido como beiju, trata-se basicamente da fécula extraída da mandioca. De origem indígena tupi-guarani, é chamada ainda de goma da tapioca, tapioca, goma seca, polvilho ou polvilho doce.
Tenho uma amiga que é louca por tapioca – a Renata. Procurando na internet maneiras de molhar a fécula de mandioca, ela viu que era completamente diferente do jeito que eu faço. Dei um checada em vários sites/blogs e vi que as pessoas perdem muito tempo com algo pode ser feito de uma maneira bem mais prática e rápida.
Porque esperar 12 horas e ainda ter o trabalho de tirar a umidade com uma toalha para então passar na peneira e finalmente fazer a tapioca se você pode molhar a fécula e prepará-la na mesma hora?
Olha só, se você prefere fazer dessa maneira mais demorada, tudo bem, mas eu vou mostrar o jeito que eu faço e talvez você mude de idéia, ok?
A Receita
Ingredientes: 
1/2 kg de polvilho doce
2 copos (americanos) de água.
1 pitada de sal
O passo-a-passo:
Coloque o polvilho doce (ou fécula) em uma bacia e vá acrescentando a água aos poucos. O segredo é misturar bem (com as mãos) para que ela fique úmida por igual. A pitada de sal eu coloco no primeiro copo de água.
Depois disso (pasmem!) é só passar na peneira e fazer sua tapioca.
Fazendo a tapioca:
Coloque a frigideira no fogo alto, espere ela esquentar e baixe o fogo. Com as mãos mesmo, pegue um pouco da tapioca e vá jogando dentro da frigideira. Você pode jogar no meio e ir distribuindo para os lados, por exemplo. Use uma colher para fazer isso ou continue com a mão, mas cuidado pra não se queimar.
O tempo pra virar é importante: se virar logo pode esfarelar tudo e se demorar pode ficar dura demais e até queimar… isso não é legal. Como ela não gruda, você pode perceber quando é a hora com uma colher ou espátula. Virou! Espere menos tempo dessa vez e pode colocar no prato, rechear com o que quiser e saborear.
Os recheios ficam a seu gosto. Fica delicioso com queijo ou com leite condensado e coco. Eu prefiro só com manteiga mesmo.
E outra, coma enquanto estiver quentinho. É mais gostoso. Quando esfria, esfarela e o sabor é outro… ruim!
Dica:
Eu peneiro tudo logo - ela fica leve, com um aspecto de granulado - então guardo num recipiente de plástico tampado na geladeira.
E aí, não acharam bem mais legal dessa forma?
Dúvidas?
PS.: Fico devendo o vídeo e fotos mais legais.
Sem tempo :(

Fotografando sua arte com estilo

Fotografando-sua-arte-com-estiloOlá, pessoas!
Esta é para você que ama fotografar seus trabalhos artesanais, mas fica bem frustrada quando vê o resultado depois do clique: escuro, sem graça e sem vida!
Eu sei, é complicado encontrar um lugar, uma luz boa, um fundo apresentável…
Se vende o que faz, então o trabalho é redobrado. Uma boa apresentação é essencial pra conquistar o interesse das pessoas sobre o seu produto.
Então o que fazer?
Afinal, ter um estúdio fotográfico à disposição pra fazer aquelas fotos tipo “ de revista” não á para qualquer um, né?
Bem, um grande estúdio pode não dá, mas que tal um mini? E o melhor: feito por você mesma?
Como todas as dicas de artesanato que mostro aqui, esta também é super acessível e fácil de fazer.
Abaixo estão alguns modelos que encontrei. Basta escolher a ideia que mais gosta e fazer sua caixa de luz!
 caixa-de-luzLink e passo a passo: never homemaker 

parede-criativaLink e passo a passo: In My Own Style

caixa-de-luz-fotoLink e passo a passo: Flax & Twine

caixa-de-luz1 Link e passo a passo: Ninth and Bird

caixa-de-luz2Link e passo  a passo: Via U!

E este é o meu!
Fotografando-sua-arte-com-estilo-foto1 Fotografando-sua-arte-com-estilo-foto2
Escolhi o modelo 3 (Flax & Twine)
Usei papel manteiga para os lados e encima, cartolina dentro e fiz o acabamento com papel de presente. Simples assim!

 Fotografando-sua-arte-com-estilo-foto3 Fotografando-sua-arte-com-estilo-foto5 Fotografando-sua-arte-com-estilo-foto4
A segunda imagem tirei com meu celular. Pensei que não fosse ficar legal, mas gostei do resultado!
E aí, gostaram?
Tem algum outra ideia bacana pra compartilhar?
Fale pra mim!

Beijo e até a próxima!
Dani

Infecção Urinária – o que é e como tratar?

Infeccao Urinaria Dor, ardência e urgência para urinar, incômodo no baixo ventre e, em alguns casos, sangue na urina. Você até pode não ter se deparado com esses sintomas, mas certamente tem uma amiga que já enfrentou uma infecção urinária.
Não resta dúvida, as mulheres são mais suscetíveis a essa doença: para cada homem, existem 20 mulheres com esse tipo de infecção.

Saiba porque
Na maioria dos casos (cerca de 95%) é provocada por uma bactéria chamada Escherichia coli, presente normalmente na flora intestinal e, consequentemente, ao redor do ânus e no períneo (área entre o ânus e a vagina).
No intestino, essa bactéria é inofensiva, mas quando ela invade as vias urinárias a coisa complica. Aí é que entra a fragilidade da anatomia feminina. A vagina fica a pouquíssimos centímetros do ânus. A uretra, canal que leva o xixi da bexiga até a vagina, é curtinha, quando comparada com a dos rapazes. A nossa mede de 3 a 4 centímetros, enquanto a deles tem mais de 10 centímetros. Com essa configuração, a bactéria que está no períneo chega mais facilmente na uretra, porta de entrada para a infecção. Da uretra para a bexiga, onde a doença começa, é um pulo!
Uma Cistite, também chamada de infecção urinária baixa, mal tratada pode evoluir para uma pielonefrite, ou infecção urinária alta, caso muito mais grave porque ataca o rim, órgão vital do corpo, causando febre e dor lombar, entre outros sintomas. Nesse caso, a internação hospitalar é necessária.

Contaminação

A cistite não é transmissível, ou seja, você não pega de outra pessoa. Como ela é provocada por uma bactéria que existe normalmente na flora intestinal, alguns fatores podem colaborar para a infecção. “Uma flora vaginal saudável, com pH ácido, ajuda a proteger a região. Se existe algum desequilíbrio nas bactérias protetoras da vagina, você fica mais suscetível à doença”, explica Fernando Almeida, professor de urologia da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).
E sabe o que pode alterar a sua flora?
Uso de espermicidas, ejaculação do parceiro, sucos muito ácidos (como de laranja, limão e abacaxi) e diminuição de estrogênio (o que normalmente acontece na menopausa).


Tratamento
É preciso procurar um médico e realizar um exame de urina para verificar qual é a bactéria responsável pelo problema. Uma vez medicada, os sintomas, tão desagradáveis, desaparecem em cerca de dois dias. Mas é preciso continuar tomando o antibiótico de acordo com a prescrição do médico, mesmo se não tiver mais nenhum sintoma.

Cuidados
* Tomar bastante líquido reduz o risco de contaminação, pois a água “lava” o sistema urinário - “Quanto mais vezes você enche e esvazia a bexiga, menor a probabilidade de a bactéria se instalar”, diz Edilson Ogeda, ginecologista do Hospital Samaritano de São Paulo.
* Fazer xixi depois do ato sexual - “Se durante a atividade alguma bactéria do períneo se aproximou da uretra, um jato forte de urina ajuda a eliminar a invasora”, explica o ginecologista.

Recaídas
Não é porque você curou a doença que ela nunca mais vai voltar. Pela anatomia feminina, como falamos no início da reportagem, o risco de contaminação sempre existe. Das mulheres que tiveram cistite uma vez, 25% voltam a se contaminar.
Outra hipótese, mais comum, é que as vítimas constantes da cistite têm um tipo de mucosa, tanto da vagina como da uretra, que favorece a aderência da bactéria e com isso a contaminação. Aqui, a fragilidade é hereditária e, certamente, há outras pessoas na família com o mesmo problema. Se for o seu caso, vale consultar um médico que pode sugerir alguns tratamentos para evitar as repetições.
Se uma cistite incomoda bastante, várias ao ano atrapalham muito mais.

Esclarecendo dúvidas
“A doença não está relacionada com falta de higiene. Isso é um mito que precisa acabar”, diz Fernando Almeida. Porém, depois de fazer xixi, é recomendado secar a vagina de frente para trás. No sentido inverso, você pode trazer bactérias do períneo para a vagina.

Fonte: boaforma.abril.com.br
Beijão e até a próxima!
Dani 

Mais mimos em ponto cruz

27Hoje quero mostrar o que ando fazendo no meu tempo livre, meu “esporte” preferido: bordar! rsrs
Tem coisa melhor do que fazer o que a gente gosta e ainda ser paga por isso? No way!
Bordar ponto cruz é muito gostoso, uma verdadeira terapia… eu amooo!
Ok, vamos lá!
Pra começar, bolsas (minhas costuras estão indo bem, obrigada!) com detalhes bordados.
1819
2223 
Toalha de banho:
Um pequeno desafio aqui: a faixa de estamine da toalha era menor que o desenho do gráfico, então tive fazer umas “adaptações” para caber sem deformar o aviãozinho. 
O que acharam?
26
Toalhinhas de boca para bebê:
292425
Caso queiram algum gráfico ou fazer alguma encomenda, entre em contato comigo clique na aba Contato ao lado >>>>.
Gostaram dos meus trabalhos?
Até a próxima!
Das