Mostrando postagens com marcador Saúde. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Saúde. Mostrar todas as postagens

Abrindo a nécessaire: Validade dos cosméticos

Abrindo a nécessaire Mulher não vive sem cosméticos, isso é fato. 
Outra verdade é que, hoje em dia, cuidar da aparência não é luxo, mas uma necessidade, tão essencial quanto a roupa que usamos. Seja para o trabalho, para agradar a si mesma ou ao companheiro, estamos sempre procurando formas de melhorar nossa cútis!
Você sabia: Elizabeth-Taylor-Cleopatra
Os primeiros registros de uso de maquiagem vem do Egito Antigo: faraós pintavam os olhos e misturavam metais pesados para colorir as pálpebras.
Ícone da beleza, Cleópatra pintava os olhos com pó de khol (ou kajal, como é conhecido) - popularmente usado como "protetor" contra doenças e até inveja.
A famosa rainha ainda tomava banho de leite e fazia máscara de argila para o rosto. Na Roma Antiga, mulheres usavam máscara de farinha, miolo de pão e leite durante a noite sobre o rosto para dar um trato na pele.
                                                                         Fonte: Bolsa de Mulher
Agora, quero falar sobre algo mais importante do que ficarmos glamorosas dia e noite!
Se existe isso? Sim, miga, existe e temos que ficar super atentas…
Prazo de validade dos cosméticos nossos de cada dia.


Eu sei como é difícil encontrarmos a cor, a tonalidade ideal, aquele efeito maravilhoso… Quem não tem um batom de estimação?
Você usa pouco pra não acabar ou tanto que já virou sua marca registrada.
E quando você vai comprar outro, da mesma marca e cor, não fica do mesmo jeito que o antigo ficava… Já aconteceu comigo.
Infelizmente esse batom maravilhoso e outros produtos da nossa nécessaire tem um tempo de vida útil.

  makeup
Temos que ficar de olho no prazo de validade e manter tudo em um lugar seco!
Anote aí:
  • Delineador
    Os líquidos devem ser substituídos de três a quatro meses. De lápis a cada dois anos.
  • Sombra, blush e pó compacto 
    Quando guardados longe da umidade, vale por três anos também.  
  • Batom e gloss Após dois anos, jogue-os fora. Mesmo que ainda estejam novos. Depende do corante, do conservante e se tem ou não hidratante. Batons de longa duração geralmente tem uma validade mais curta. Eles contêm ingredientes, diferentes dos produtos tradicionais, evaporam mais rápido. make.

  • Lápis de boca ou de olhos Por cerca de três anos.
  • Máscara para cílios Dura pouquíssimo. E deve ser substituído após quatro meses. Quando a máscara seca ou fica grudenta, vira um ótimo meio para bactérias e foco de problemas nos olhos, como coceira e alergia. Também não pense em lavar o pincel e reutilizá-lo.
  • Esmalte O esmalte tem vida útil de um ano com a conservação adequada. Depois de cerca de nove meses a cor começa a mudar ou se separar. É aí que você deve parar de usar e comprar um novo.
  • Protetor solar Apesar da data de validade no rótulo, é bom parar de usar o protetor solar após um ano depois de aberto 
  • Creme facial Um ano é o tempo de vida útil de um creme facial. Os dedos podem levar bactérias para o creme que fica em um potinho, então deixe de usá-lo de seis a nove meses depois de aberto. Em embalagens em que o creme não fica em contato com os dedos, um ano. Feche bem a embalagem, caso contrário, eles se tornam mais concentrados e podem causar irritação.
  • Perfume Depois de aberto, um perfume dura, em média, dois anos. Cada jato do líquido faz com que mais ar entre no frasco, o que causa oxidação e, inclusive, muda o perfume. Embora ainda dê para usá-lo.   
Cuidado especial Produtos que contêm água são favoráveis à proliferação de bactérias e podem causar infecções.

Conheça os inúmeros benefícios de sorrir

beneficios-do-sorrisoVocê tem percebido o quanto as pessoas andam estressadas, irritadas, impacientes… às vezes até descontroladas?
Eu sei que a vida não tá fácil pra ninguém, mas será que viver com tanta energia negativa acumulada é a melhor forma de encarar os obstáculos da vida?
Sorrir para a vida e até para os problemas pode não ajudar a pagar as contas, mas com certeza ajuda a levar a vida sem uma preocupação a mais: Doenças!
Quer ver?
Olha só:

Coração  O riso pode reduzir o risco de doenças cardíacasjust-smile

Colesterol e diabetes Dar boas risadas pode aumentar os níveis de colesterol bom no sangue

Pressão arterial Rir diminui a pressão arterial, enquanto o estressa a aumenta.


Pulmões laughter_gargalhadaQuando damos uma boa gargalhada, a absorção de oxigênio pelos pulmões aumenta. Inalamos mais ar e, com isso, a expiração também fica mais forte. Ou seja, rir limpa os seus pulmões e ainda os deixa mais fortes!


Digestão Os músculos que são mais estimulados quando rimos são os abdominais. Esses movimentos fazem uma espécie de massagem em nosso sistema gastrointestinal, melhorando a digestão.

Circulação do sangue O ritmo cardíaco acelera quando começamos a rir. Os batimentos podem atingir até 120 pulsações por minuto, em comparação com as 70 pulsações por minuto quando estamos em repouso. Isso faz com que nosso organismo funcione a todo vapor!

Estresse e sistema imunológico Laughing-Women-1Durante uma sessão de gargalhadas, os níveis de cortisol e adrenalina - hormônios do estresse - baixam. Além disso, nosso cérebro passa a produzir endorfina, hormônio que nos deixa relaxado.
Isso faz com que o corpo consiga produzir mais células de defesa, que ficam mais ativas, fortalecendo o sistema imunológico e blindando o organismo contra doenças.
As células que ganham vantagem na produção - quando os níveis de estresse abaixam - são os linfócitos B, responsáveis pela produção de anticorpos; os linfócitos T, que são verdadeiros rastreadores de vírus e bactérias; a imunoglobina A, um anticorpo essencial no combate às infecções respiratórias; e as células NK, que são destruidoras de células cancerígenas.

Combate as rugas Ao dar boas risadas, nós movimentamos 12 músculos faciais e, ao dar gargalhadas, movimentamos 24 desses músculos. Quando conversamos e gargalhamos ao mesmo tempo, então, são 84 músculos. Todo esse exercício facial estica a pele, retardando o aparecimento de rugas. 

Exercício físico para os idosos smile-linesDe acordo com uma pesquisa feita pela equipe da Universidade de Loma Linda, uma gargalhada é tão saudável quanto a prática de exercícios físicos. Isso porque ela estimula a circulação, produz endorfina e também movimenta nossos músculos, não só do abdômen, mas das pernas, braços e pés.
Os pesquisadores afirmaram que o riso pode ser a chave para a saúde de idosos que não conseguem praticar atividades físicas.

Autoestima O sorriso melhora o bom humor, eleva a autoestima te deixa mais seguro. A Terapia do Riso nos hospitais é capaz levantar o alto astral do paciente e diminuir o sofrimento da internação, deixando-o mais confiante.
O sorriso traz uma série de sensações agradáveis e ajuda a eliminar sensações negativas, como tristeza e, até mesmo, depressão.

smile-sorrisoSorrir é contagioso! Além de trazer todos esses benefícios a nossa saúde, o sorriso ainda é capaz de nos aproximar das pessoas conhecidas e aumentar as chances de fazer novas amizades. Afinal, ele não deixa de ser uma forma de comunicação.
Sorrir faz parte das relações sociais e compartilhá-lo faz bem a você a ao próximo!".

:(: Você decide
Original: Minha Vida
Bjinhos e até a próxima! o/
Dani

Pipoca - É divertida, é gostosa e faz bem!

Pipoca-e-divertida-e-gostosa-e-faz-bemOi, gente!
No mês das crianças resolvi falar de um alimento que dez entre  dez pequenos amam – e possivelmente a mesma proporção de adultos também! rsrsrs – afinal quem não gosta de pipoca?
Tudo bem, você pode até não amar loucamente, mas que o cheirinho é irresistível e todo mundo acaba “roubando” uma ou outra… ah isso é verdade.
Por conta disso, resolvi pesquisar sobre a pipoca e descobri – feliz – que além de ser gostosa e divertida, ela faz um bem danado para o organismo.

No quesito fibras, o milho integral, que dá origem à pipoca, é imbatível. Larga na frente até mesmo de frutas e verduras, famosas por esbanjarem a substância. 
A guloseima oferece outra vantagem: contribui para adiar o envelhecimento, segundo estudo da Universidade de Scranton, na Pensilvânia, Estados Unidos.
Rica em polifenóis, antioxidantes concentrados principalmente na casquinha, a pipoca neutraliza os danos dos radicais livres.
Para efeito de comparação, uma porção tem até 360 miligramas de polifenóis. Já a mesma quantidade de frutas apresenta 160 miligramas. Claro que nem por isso você deve trocar uma opção pela outra. Mesmo porque ainda não está comprovado quanto dos antioxidantes da pipoca o organismo é capaz de absorver.

  • Por partes
Na casca da pipoca estão doses generosas de fibras, substâncias que contribuem para a formação do bolo fecal. O melhor é que o papel das fibras não fica restrito a dar um empurrão ao funcionamento do intestino. Elas também são reverenciadas por tornar a digestão mais lenta, prolongando, assim, a sensação de barriga forrada - uma vantagem e tanto para quem quer derrubar o ponteiro da balança.
 
Já na parte fofa e geralmente branca dessa pequena notável fica guardado outro aliado do organismo: o amido resistente. Ele passa praticamente intacto pelo aparelho digestivo, só no intestino grosso é que micro-organismos da flora o transformam em ácidos graxos de cadeia curta. Ele deixa a área mais ácida, favorecendo a proteção contra células cancerosas. Por isso, o consumo de amido resistente tem sido associado à redução do risco de tumores no órgão.

pipoca
Com todos esses benefícios, a pipoca pode ser consumida em um lanche da tarde e no lugar dos salgadinhos de pacote, mas é importante não exagerar na quantidade de sal que colocará na pipoca. Uma quantidade boa de pipoca para consumir é uma xícara de chá, que tem aproximadamente 55 calorias
Comparada com a pipoca caseira, feita só com um fiozinho de óleo, a tradicional de microondas é bem mais calórica.

Veja abaixo uma tabela com as principais diferenças entre os tipos de pipoca:
C3luEbu Você também ficou feliz com essas informações? rsrs
Isso quer dizer que podemos comer pipoca sem peso na consciência. Só na medida, é claro! Smiley piscando

Bjinhos e até a próxima! o/
Dani

Fontes de pesquisa: Boa Forma,
MdeMulher, Mais Equilíbrio,

Razões para comer chocolate todos os dias

250x200Como chocólatra assumida eu me contentaria apenas com o sabor maravilhoso e o bem que ele faz ao meu humor, mas se os cientistas dizem que faz tanto bem à saúde e que dá pra comer todos os dias, só posso ficar feliz demais e aproveitar! rsrs

Obviamente, não é preciso comer um caixa de bombom inteira por dia para contar com os benefícios do chocolate, né? 3Vamos com calma que o excesso não é nada bom, mesmo se tratando de chocolate.

Cerca de 30g da versão composta por, no mínimo, 70% de cacau são suficientes para adoçar a vida e obter doses diárias de flavonoides, antioxidantes e polifenóis que fazem bem à saúde.

Veja alguns bons motivos cientificamente comprovados para comer chocolate todos os dias: 

  • Evita o estresse De acordo com estudo publicado no Journal of Proteome Research, o chocolate pode reduzir os níveis de cortisol após duas semanas de consumo diário.
    Conhecido como hormônio do estresse, o cortisol pode alterar a produção hormonal, aumentar processos inflamatórios e a pressão sanguínea.  
  • Protege a pele dos efeitos nocivos da exposição solar Você acredita que o consumo de chocolate pode deixar a pele oleosa e com acne? Segundo um estudo da Universidade de Laval, no Canadá, o alimento não prejudica a pele e ainda pode protegê-la dos efeitos nocivos causados pela exposição solar.
    De acordo com os pesquisadores, o chocolate é rico em flavonoides, que reduzem os efeitos negativos da radiação UV. Vale ressaltar que o uso de filtro solar continua sendo necessário. 
  • Reduz processos inflamatórios Segundo pesquisadores da Universidade Católica, em Campobasso, na Itália, o consumo regular de chocolate reduz inflamações no organismo, que podem levar a problemas de saúde. No estudo, os voluntários que consumiram uma porção de chocolate amargo a cada três dias apresentaram redução de 27% na concentração de proteína- reativa no sangue quando comparados aqueles que não consumiram o doce durante a pesquisa.
    A proteína C reativa é considerada um marcador para inflamações, ou seja, quanto menos concentração no organismo, menores as chances de desenvolver um processo inflamatório. 
  • Previne doenças cardíacas Estudo da Universidade de Glasgow, na Escócia, analisou os efeitos do consumo de chocolate em cerca de cinco mil voluntários. Aqueles que comeram o doce mais de cinco vezes por semana reduziram os riscos de desenvolver doenças cardíacas em até 42% quando comparados aos participantes que consumiram quantidades menores. 
  • Alimento para o cérebro Gorduras do bem são verdadeiros combustíveis para o bom funcionamento do cérebro. De acordo com estudo publicado na revista Neurology, o chocolate pode melhorar a memória e as funções motoras.
    Na pesquisa, um grupo de voluntários consumiram chocolate quente, duas vezes ao dia, durante um mês. O outro grupo não teve tanta sorte e passou longe do chocolate durante 30 dias. Após este período, os participantes dos grupos foram submetidos a testes cognitivos que sugerem uma melhoria de 30% nas funções daqueles que consumiram o chocolate quente, quando comparados aqueles que não consumiram a bebida.
    De acordo com os pesquisadores, o fluxo sanguíneo para o cérebro também melhorou cerca de 8% nestes mesmos voluntários.

Original: Bem Estar GNT

O que nós (mulheres) devemos saber sobre a Endometriose

endometrioseCólicas intensas, dor durante e após a relação sexual e infertilidade são apenas alguns dos sintomas dessa doença que atinge cerca de 7 a 10 milhões de mulheres no Brasil.
Mas vamos por partes que é melhor e mais fácil de entender a importância desse problema e porque devemos nos cuidar.
Antes de qualquer coisa você deve saber que…
O endométrio é uma mucosa que reveste a parede interna do útero e onde o óvulo se implanta depois de fertilizado.
No entanto, se não houver essa fecundação, boa parte do endométrio é eliminada durante a menstruação. O que sobra volta a crescer e o processo todo se repete a cada ciclo. endometrio
A endometriose é uma doença caracterizada pela presença de endométrio fora do útero. 
As células do endométrio em vez de serem expelidas na menstruação, migram no sentido oposto e caem nos ovários ou na cavidade abdominal, onde voltam a multiplicar-se e a sangrar. Vão funcionar de forma semelhante as que estão revestindo o útero, isso quer dizer que elas vão "menstruar" também e, é essa menstruação no lugar errado que é responsável por grande parte dos sintomas da doença.
As causas
Pode haver algo diferente no sistema imunológico das mulheres que desenvolvem a endometriose em comparação ao sistema imunológico das que não apresentam a doença.
Às vezes, ela pode ser passada para as gerações seguintes de uma mesma família. Embora, normalmente, seja diagnosticada entre 25 e 35 anos, a doença provavelmente começa quando a menstruação regular inicia.
Uma mulher cuja mãe ou irmã tem endometriose apresenta seis vezes mais probabilidade de desenvolver endometriose do que as mulheres em geral.
Outros possíveis fatores de risco:
>> Começar a menstruar muito cedo
>> Nunca ter tido filhos
>> Ciclos menstruais frequentes
>> Menstruações que duram sete dias ou mais
>> Problemas como hímen não perfurado, que bloqueia a passagem do sangue da menstruação
Os sintomassintomas-endometriose
>> Cólica menstrual ( ou dismenorreia) – é o principal sintoma. Com a evolução da doença, aumenta de intensidade e pode incapacitar as mulheres de exercerem suas atividades habituais. 
Uma das principais causas da demora no diagnóstico da doença é a não valorização adequada da cólica menstrual, principalmente aquela que já existe há algum tempo e que os analgésicos e antiinflamatórios já não aliviam muito.
>> Dor durante a relação sexual ( ou dispareunia) - Geralmente a queixa inicial é apenas um incomodo e, com o passar do tempo começa a ser de dor. Esta dor é progressiva e, em estágios avançados torna impossível a relação sexual. Aparece quando a penetração é profunda e tende a ser mais intensa no período pré-menstrual.
>> Infertilidade - Cerca de 40% das mulheres com infertilidade tem a doença, por isso terão alguma dificuldade na hora de engravidar.
Toda essa reação inflamatória acarreta deformação dos órgãos do aparelho reprodutor, diminuindo a capacidade de a mulher engravidar.
Porém, na maioria das vezes, a infertilidade pode ser revertida com tratamentos específicos. Na pior hipótese, a mulher é submetida a um tratamento de fertilização in vitro, que tem apresentado altas taxas de sucesso, mesmo em mulheres com antecedentes de endometriose
>> Cisto de ovário (ou endometrioma) - Algumas mulheres descobrem que tem endometriose só quando aparece um cisto de ovário em uma ultra-sonografia de rotina. Este cisto se forma devido ao implante de endometriose dentro do ovário. Ele pode, com o passar do tempo, crescer e danificar o restante do ovário sadio, por isso sempre que houver suspeita de crescimento ele deve ser removido cirurgicamente.
Outros sintomas:
Pode invadir a bexiga causando sintomas urinários: como cistites e sangue na urina.
Pode, também, atingir o intestino e o reto, levando a problemas intestinais no período menstrual. 
O diagnóstico exames-ginecologicos
Diante da suspeita de endometriose, o exame ginecológico clínico é o primeiro passo para o diagnóstico, que pode ser confirmado pelos seguintes exames laboratoriais e de imagem: visualização das lesões por laparoscopia, ultra-som endovaginal, ressonância magnética e um exame de sangue chamado marcador tumoral CA-125, que se altera nos casos mais avançados da doença. O diagnóstico de certeza, porém, depende da realização da biópsia
O tratamento
A endometriose é uma doença que não tem cura, mas regride espontaneamente com a menopausa, em razão da queda na produção dos hormônios femininos.
O tratamento normalmente inicia-se com medicamentos para a dor, os mais usados são os anti-inflamatórios, mas estes remédios são apenas sintomáticos e não agem diretamente na doença.
Mulheres mais jovens podem valer-se de medicamentos que suspendem a menstruação: a pílula anticoncepcional tomada sem intervalos e os análogos do GnRH (hormônio que causa uma menopausa temporária, impedindo a liberação de estrogênios e cessando a menstruação. O tratamento reduz a dor em 80% dos pacientes e ajuda a diminuir o tamanho da endometriose)
Lesões maiores de endometriose, em geral, devem ser retiradas cirurgicamente.
Quando a mulher já teve os filhos que desejava, a remoção dos ovários e do útero pode ser uma alternativa de tratamento.
Fique alerta
A endometriose pode voltar, por isso é importante que a mulher que tenha a doença vá ao seu ginecologista pelo menos uma vez a cada seis meses e esteja sempre em uso de alguma medicação hormonal para diminuir a chance da doença retornar.