Mostrando postagens com marcador Ode aos Poetas. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Ode aos Poetas. Mostrar todas as postagens

Clic

LuisFernandoVerissimo Cidadão se descuidou e roubaram seu celular. Como era um executivo e não sabia mais viver sem celular, ficou furioso. Deu parte do roubo, depois teve uma idéia. Ligou para o número do telefone. Atendeu uma mulher.
— Aloa.
— Quem fala? 
— Com quem quer falar?
— O dono desse telefone.
— Ele não pode atender.
— Quer chamá-lo, por favor?
— Ele esta no banheiro. Eu posso anotar o recado?
— Bate na porta e chama esse vagabundo agora.
Clic. A mulher desligou. O cidadão controlou-se. Ligou de novo.
— Aloa.
— Escute. Desculpe o jeito que eu falei antes. Eu preciso falar com ele, viu? É urgente.
— Ele já vai sair do banheiro.
— Você é a...
— Uma amiga.
— Como é seu nome?
— Quem quer saber?
O cidadão inventou um nome.
— Taborda. (Por que Taborda, meu Deus?) Sou primo dele.
— Primo do Amleto?
Amleto. O safado já tinha um nome.
— É. De Quaraí.
— Eu não sabia que o Amleto tinha um primo de Quaraí.
— Pois é.
— Carol.
— Hein?
— Meu nome. É Carol.
— Ah. Vocês são...
— Não, não. Nos conhecemos há pouco.
— Escute Carol. Eu trouxe uma encomenda para o Amleto. De Quaraí. Uma pessegada, mas não me lembro do endereço.
— Eu também não sei o endereço dele.
— Mas vocês...
— Nós estamos num motel. Este telefone é celular.
— Ah.
— Vem cá. Como você sabia o número do telefone dele? Ele recém-comprou.
— Ele disse que comprou?
— Por que?
O cidadão não se conteve.
— Porque ele não comprou, não. Ele roubou. Está entendendo? Roubou. De mim!
— Não acredito.
— Ah, não acredita? Então pergunta pra ele. Bate na porta do banheiro e pergunta.
— O Amleto não roubaria um telefone do próprio primo.
E Carol desligou de novo.
O cidadão deixou passar um tempo, enquanto se recuperava. Depois ligou.
— Aloa.
— Carol, é o Tobias.
— Quem?
— O Taborda. Por favor, chame o Amleto.
— Ele continua no banheiro.
— Em que motel vocês estão?
— Por que?
— Carol, você parece ser uma boa moça. Eu sei que você gosta do Amleto...
— Recém nos conhecemos.
— Mas você simpatizou. Estou certo? Você não quer acreditar que ele seja um ladrão. Mas ele é, Carol. Enfrente a realidade. O Amleto pode Ter muitas qualidades, sei lá. Há quanto tempo vocês saem juntos?
— Esta é a primeira vez.
— Vocês nunca tinham se visto antes?
— Já, já. Mas, assim, só conversa.
— E você nem sabe o endereço dele, Carol. Na verdade você não sabe nada sobre ele. Não sabia que ele é de Quaraí.
— Pensei que fosse goiano.
— Ai esta, Carol. Isso diz tudo. Um cara que se faz passar por goiano...
— Não, não. Eu é que pensei.
— Carol, ele ainda está no banheiro?
— Está.
— Então sai daí, Carol. Pegue as suas coisas e saia. Esse negocio pode acabar mal. Você pode ser envolvida. — Saia daí enquanto é tempo, Carol!
— Mas...
— Eu sei. Você não precisa dizer. Eu sei. Você não quer acabar a amizade. Vocês se dão bem, ele é muito legal. Mas ele é um ladrão, Carol. Um bandido. Quem rouba celular é capaz de tudo. Sua vida corre perigo.
— Ele esta saindo do banheiro.
— Corra, Carol! Leve o telefone e corra! Daqui a pouco eu ligo para saber onde você está.
Clic.
Dez minutos depois, o cidadão liga de novo.
— Aloa.
— Carol, onde você está?
— O Amleto está aqui do meu lado e pediu para lhe dizer uma coisa.
— Carol, eu...
— Nós conversamos e ele quer pedir desculpas a você. Diz que vai devolver o telefone, que foi só brincadeira. Jurou que não vai fazer mais isso.
O cidadão engoliu a raiva. Depois de alguns segundos falou:
— Como ele vai devolver o telefone?
— Domingo, no almoço da tia Eloá. Diz que encontra você lá.
— Carol, não...
Mas Carol já tinha desligado.
O cidadão precisou de mais cinco minutos para se recompor. Depois ligou outra vez.
—Aloa.
Pelo ruído o cidadão deduziu que ela estava dentro de um carro em movimento.
— Carol, é o Torquatro.
— Quem?
— Não interessa! Escute aqui. Você está sendo cúmplice de um crime. Esse telefone que você tem na mão, esta me entendendo? Esse telefone que agora tem suas impressões digitais. É meu! Esse salafrário roubou meu celular!
— Mas ele disse que vai devolver na...
— Não existe Tia Eloá nenhuma! Eu não sou primo dele. Nem conheço esse cafajeste. Ele esta mentindo para você, Carol.
— Então você também mentiu!
— Carol...
Clic.
Cinco minutos depois, quando o cidadão se ergueu do chão, onde estivera mordendo o carpete, e ligou de novo, ouviu um "Alô" de homem.
— Amleto?
— Primo! Muito bem. Você conseguiu, viu? A Carol acaba de descer do carro.
— Olha aqui, seu...
— Você já tinha liquidado com o nosso programa no motel, o maior clima e você estragou, e agora acabou com tudo. Ela está desiludida com todos os homens, para sempre. Mandou parar o carro e desceu. Em plena Cavalhada. Parabéns primo. Você venceu. Quer saber como ela era?
— Só quero meu telefone.
— Morena clara. Olhos verdes. Não resistiu ao meu celular. Se não fosse o celular, ela não teria topado o programa. E se não fosse o celular, nós ainda estaríamos no motel. Como é que chama isso mesmo? Ironia do destino?
— Quero meu celular de volta!
— Certo, certo. Seu celular. Você tem que fechar negócios, impressionar clientes, enganar trouxas. Só o que eu queria era a Carol...
— Ladrão
— Executivo
— Devolve meu...
Clic.
Cinco minutos mais tarde. Cidadão liga de novo. Telefone toca várias vezes. Atende uma voz diferente.
— Ahn?
— Quem fala?
— É o Trola.
— Como você conseguiu esse telefone?
— Sei lá. Alguém jogou pela janela de um carro. Quase me acertou.
— Onde você está?
— Como eu estou? Bem, bem. Catando meus papéis, sabe como é. Mas eu já fui de circo. É. Capitão Trovar. Andei até pelo Paraguai.
— Não quero saber de sua vida. Estou pagando uma recompensa por este telefone. Me diga onde você está que eu vou buscar.
— Bem. Fora a Dalvinha, tudo bem. Sabe como é mulher. Quando nos vê por baixo, aproveita. Ontem mesmo...
— Onde você está? Eu quero saber onde!
— Aqui mesmo, embaixo do viaduto. De noitinha. Ela chegou com o índio e o Marvão, os três com a cara cheia, e...
Luis Fernando Verissimo - "As Mentiras que os Homens Contam" Editora Objetiva - Rio de Janeiro, 2000, pág. 41.

Todos os Casais Deveriam Ler

“Aos casados há muito tempo, aos que não casaram, aos que vão casar, aos que acabaram de casar, aos que pensam em se separar, aos que acabaram de se separar, aos que pensam em voltar…
Por mais que o poder e o dinheiro tenham conquistado uma ótima posição no ranking das virtudes, o amor ainda lidera com folga.
Tudo o que todos querem é amar.
Encontrar alguém que faça bater forte o coração e justifique loucuras.
Que nos faça entrar em transe, cair de quatro, babar na gravata.
Que nos faça revirar os olhos, rir à toa, cantarolar dentro de um ônibus lotado.
Tem algum médico aí???
Depois que acaba esta paixão retumbante, sobra o que?
O amor.
Mas não o amor mistificado, que muitos julgam ter o poder de fazer levitar.
O que sobra é o amor que todos conhecemos, o sentimento que temos por mãe, pai, irmão, filho.
É tudo o mesmo amor, só que entre amantes existe sexo.
Não existem vários tipos de amor, assim como não existem três tipos de saudades,
quatro de ódio, seis espécies de inveja.
O amor é único, como qualquer sentimento, seja ele destinado a familiares, ao cônjuge ou a Deus.
A diferença é que, como entre marido e mulher não há laços de sangue, a sedução tem que ser ininterrupta.
Por não haver nenhuma garantia de durabilidade,
qualquer alteração no tom de voz nos fragiliza,
e de cobrança em cobrança acabamos por sepultar uma relação que poderia ser eterna. Casaram. Te amo prá lá, te amo prá cá.
Lindo, mas insustentável.
O sucesso de um casamento exige mais do que declarações românticas.
Entre duas pessoas que resolvem dividir o mesmo teto, tem que haver muito mais do que amor, e às vezes nem necessita de um amor tão intenso.
É preciso que haja, antes de mais nada, respeito.
Agressões zero.
Disposição para ouvir argumentos alheios…
Alguma paciência… Amor, só, não basta.
Não pode haver competição. Nem comparações.
Tem que ter jogo de cintura para acatar regras que não foram previamente combinadas. Tem que haver bom humor para enfrentar imprevistos, acessos de carência, infantilidades.
Tem que saber levar. Amar, só, é pouco.
Tem que haver inteligência.
Um cérebro programado para enfrentar tensões pré-menstruais, rejeições, demissões inesperadas, contas pra pagar.
Tem que ter disciplina para educar filhos, dar exemplo, não gritar.
Tem que ter um bom psiquiatra.
Não adianta, apenas, amar.
Entre casais que se unem visando à longevidade do matrimônio tem que haver um pouco de silêncio, amigos de infância, vida própria, um tempo pra cada um.
Tem que haver confiança…
Uma certa camaradagem, às vezes fingir que não viu, fazer de conta que não escutou.
É preciso entender que união não significa, necessariamente, fusão.
E que amar, ’solamente’, não basta.
Entre homens e mulheres que acham que o amor é só poesia, falta discernimento, pé no chão, racionalidade.
Tem que saber que o amor pode ser bom, pode durar para sempre, mas que sozinho não dá conta do recado.
O amor é grande mas não é dois.
É preciso convocar uma turma de sentimentos para amparar esse amor que carrega o ônus da onipotência.
O amor até pode nos bastar, mas ele próprio não se basta…
Um bom amor aos que já têm!
Um bom encontro aos que procuram!
E felicidades a todos nós.”

Arthur da Távola

Quando me amei de verdade...

Quando me amei de verdade, compreendi que em qualquer circunstância, eu estava no lugar certo, na hora certa, no momento exato.
E então, pude relaxar.
Hoje sei que isso tem nome... Auto-estima.

Quando me amei de verdade, pude perceber que minha angústia, meu sofrimento emocional, não passa de um sinal de que estou indo contra minhas verdades.
Hoje sei que isso é...Autenticidade.

Quando me amei de verdade, parei de desejar que a minha vida fosse diferente e comecei a ver que tudo o que acontece contribui para o meu crescimento.
Hoje chamo isso de... Amadurecimento.

Quando me amei de verdade, comecei a perceber como é ofensivo tentar forçar alguma situação ou alguém apenas para realizar aquilo que desejo, mesmo sabendo que não é o momento ou a pessoa não está preparada, inclusive eu mesmo.
Hoje sei que o nome disso é... Respeito.

Quando me amei de verdade comecei a me livrar de tudo que não fosse saudável... Pessoas, tarefas, tudo e qualquer coisa que me pusesse para baixo. De início minha razão chamou essa atitude de egoísmo.
Hoje sei que se chama... Amor-próprio.

Quando me amei de verdade, deixei de temer o meu tempo livre e desisti de fazer grandes planos, abandonei os projetos megalômanos de futuro.
Hoje faço o que acho certo, o que gosto, quando quero e no meu próprio ritmo.
Hoje sei que isso é... Simplicidade.

Quando me amei de verdade, desisti de querer sempre ter razão e, com isso, errei muitas menos vezes.
Hoje descobri a... Humildade.

Quando me amei de verdade, desisti de ficar revivendo o passado e de preocupar com o futuro. Agora, me mantenho no presente, que é onde a vida acontece.
Hoje vivo um dia de cada vez. Isso é... Plenitude.

Quando me amei de verdade, percebi que minha mente pode me atormentar e me decepcionar. Mas quando a coloco a serviço do meu coração, ela se torna uma grande e valiosa aliada.
Tudo isso é... Saber viver!!!

Charles Chaplin

Millôr Fernandes

Millor “Sim, do mundo nada se leva.
Mas é formidável ter uma porção de coisas a que dizer adeus.”

“Você pode desconfiar de uma admiração, mas não de um ódio.
O ódio é sempre sincero.”

“As pessoas que falam muito, mentem sempre,
porque acabam esgotando seu estoque de verdades.”

“Esnobar é exigir café fervendo e deixar esfriar.”

“Anatomia é uma coisa que os homens também têm,
mas que, nas mulheres, fica muito melhor.”

“Se você agir sempre com dignidade, pode não melhorar o mundo,
mas uma coisa é certa: haverá na Terra um canalha a menos.”

“Nada é mais falso do que uma verdade estabelecida.”

“É melhor ser pessimista do que otimista.
O pessimista fica feliz quando acerta e quando erra.”

“Dizem que quando o Criador criou o homem,
os animais todos em volta não caíram na gargalhada apenas por uma questão de respeito.”

“Não devemos resistir às tentações: elas podem não voltar.”

“A verdadeira amizade é aquela que nos permite falar, ao amigo, de todos os seus defeitos e de todas as nossas qualidades.”

“Você pode evitar descendentes.
Mas não há nenhuma pílula para evitar certos antepassados.”

“Os nossos amigos poderão não saber muitas coisas,
mas sabem sempre o que fariam no nosso lugar.”

Millor-Fernandes

O escritor carioca Millôr Fernandes morreu, nesta terça-feira (27), em casa, no bairro de Ipanema, na Zona Sul do Rio de Janeiro.
Segundo Ivan Fernandes, filho do escritor, ele teve falência múltipla dos órgãos e parada cardíaca. 
De acordo com sua certidão, Millôr nasceu no dia 27 de maio de 1924, embora ele dissesse que a data correta era 16 de agosto do ano anterior.

Certezas

Certezas Não quero alguém que morra de amor por mim…
Só preciso de alguém que viva por mim, que queira estar junto de mim, me abraçando.
Não exijo que esse alguém me ame como eu o amo, quero apenas que me ame, não me importando com que intensidade.
Não tenho a pretensão de que todas as pessoas que gosto, gostem de mim…
Nem que eu faça a falta que elas me fazem, o importante pra mim é saber que eu, em algum momento, fui insubstituível…
E que esse momento será inesquecível..
Só quero que meu sentimento seja valorizado.
Quero sempre poder ter um sorriso estampando em meu rosto, mesmo quando a situação não for muito alegre…
E que esse meu sorriso consiga transmitir paz para os que estiverem ao meu redor.
Quero poder fechar meus olhos e imaginar alguém…
e poder ter a absoluta certeza de que esse alguém também pensa em mim quando fecha os olhos, que faço falta quando não estou por perto.
Queria ter a certeza de que apesar de minhas renúncias e loucuras,
alguém me valoriza pelo que sou, não pelo que tenho…
Que me veja como um ser humano completo, que abusa demais dos bons
sentimentos que a vida lhe proporciona, que dê valor ao que realmente
importa, que é meu sentimento… e não brinque com ele.
E que esse alguém me peça para que eu nunca mude, para que eu nunca
cresça, para que eu seja sempre eu mesmo.
Não quero brigar com o mundo, mas se um dia isso acontecer, quero ter
forças suficientes para mostrar a ele que o amor existe…
Que ele é superior ao ódio e ao rancor, e que não existe vitória sem humildade e paz.
Quero poder acreditar que mesmo se hoje eu fracassar, amanhã será outro dia,
e se eu não desistir dos meus sonhos e propósitos, talvez obterei êxito e serei plenamente feliz.
Que eu nunca deixe minha esperança ser abalada por palavras pessimistas…
Que a esperança nunca me pareça um “não” que a gente teima em maquiá-lo de verde e entendê-lo como “sim”.
Quero poder ter a liberdade de dizer o que sinto a uma pessoa, de poder
dizer a alguém o quanto ele é especial e importante pra mim, sem ter de me preocupar com terceiros…
Sem correr o risco de ferir uma ou mais pessoas com esse sentimento.
Quero, um dia, poder dizer às pessoas que nada foi em vão…
Que o amor existe, que vale a pena se doar às amizades e às pessoas,
que a vida é bela sim, e que eu sempre dei o melhor de mim…
e que valeu a pena.

Gente, peguei esse texto lindo do blog da Talita: Palavras ao Vento, tem muita coisa linda lá, visitem.
Então, dei uma pesquisada na net e descobri que existem dois autores para Certezas: Mário Quintana (maravilhoso) e Adriana Brito (que não conheço).
Com a internet, fica difícil ter certeza de alguma coisa, né?
Você sabe de quem é, de verdade?

Beijo e paz!

50 Lições de vida - por Regina Brett

50 Lições de vida - por Regina Brett 1. A vida não é justa, mas ainda é boa.
2. Quando em dúvida, apenas de o próximo pequeno passo.
3. A vida é muito curta para gastá-la odiando alguém...
4. Não se leve tão a sério. Ninguém o faz.
5. Pague suas contas todo mês.
6. Você não precisa ganhar todos os argumentos. Concorde em discordar.
7. Chore com alguém. É mais rejuvenescedor que chorar sozinho.
8. Tudo bem ficar bravo com Deus. Ele aguenta.
9. Economize para sua aposentadoria começando com seu primeiro salário.
10. Quando o assunto é chocolate, resistir é inútil.
11. Faça as pazes com seu passado para que ele não estrague seu presente.
12. Não tem problema em deixar seus filhos verem você chorar.
13. Não compare sua vida com outros. Você não faz idéia sobre o que é a jornada deles.
14. Se uma relação precisa ser secreta, você não deveria fazer parte dela.
15. Tudo pode mudar no piscar dos olhos. Mas não se preocupe; Deus nunca pisca.
16. A vida é muito curta para longas festas piegas. Esteja ocupado vivendo ou esteja ocupado morrendo.
17. Você consegue passar por qualquer coisa se concentrar-se no agora.
18. Escritores escrevem. Se você quer ser um escritor, escreva.
19. Nunca é tarde para ter uma infância alegre. Mas a segunda é só você quem decide.
20. Quando o assunto é ir atrás do que você ama na vida, não aceite "não" como resposta.
21. Use as velas, os lencóis bons, roupa íntima chique. Não guarde para uma ocasição especial. Hoje é especial.
22. Esteja bem preparado, e depois simplesmente vá com a maré.
23. Seja excêntrico agora. Não espere até ser velho para usar púrpura.
24. O mais importante orgão sexual é o cérebro.
25. Ninguém mais esta a cargo de sua felicidade além de você.
26. Marque todos os "desastres" com as seguintes palavras: 'Em cinco anos, isso vai importar?'
27. Sempre escolha a vida.
28. Perdoe a tudo e a todos.
29. O que os outros pensam de você não é de sua conta.
30. O tempo cura praticamente tudo. Dê tempo ao tempo.
31. Não importa o quão boa ou ruim uma situação é, ela vai mudar.
32. Seu emprego não vai cuidar de você na doença. Seus amigos e parentes sim. Mantenha contato
33. Acredite em milagres.
34. Deus ama você porque ele é Deus, não por causa de algo que você fez ou deixou de fazer.
35. O que quer que não lhe mate realmente lhe faz mais forte.
36. Envelhecer é melhor que a alternativa - morrer jovem.
37. Suas crianças tem apenas uma infância, faça-a memorável.
38. Leia os Salmos. Eles abrangem todas as emoções humanas.
39. Saia todos os dias. Os milagres estão esperando em todo lugar.
40. Se jogassemos nossos problemas em uma pilha e vissemos a dos outros, pegariamos os nossos de volta.
41. Não julgue a vida. Simplesmente apareça e faça o máximo que puder.
42. Se livre de tudo que não for útil, bonito ou alegre.
43. Tudo o que realmente importa no fim é que você amou.
44. Inveja é perda de tempo. Você já tem tudo que precisa.
45. O melhor ainda esta por vir.
46. Não importa como você se sinta, levante-se, vista-se e apareça.
47. Respire fundo. Acalma a mente.
48. Se você não pedir, você não consegue.
49. Renda-se
50. A vida não tem um lacinho, mas ainda é um presente.columnist_regina_brett
Texto escrito por Regina Brett,
para a publicação "The Plain Dealer" 
em  Cleveland, Ohio.

Fonte: e-mail

Bons Amigos

amigos Abençoados os que possuem amigos, os que os têm sem pedir.
Porque amigo não se pede, não se compra, nem se vende.
Amigo a gente sente!

Benditos os que sofrem por amigos, os que falam com o olhar.
Porque amigo não se cala, não questiona, nem se rende.
Amigo a gente entende!

Benditos os que guardam amigos, os que entregam o ombro pra chorar.
Porque amigo sofre e chora.
Amigo não tem hora pra consolar!

Benditos sejam os amigos que acreditam na tua verdade ou te apontam a realidade.
Porque amigo é a direção.
Amigo é a base quando falta o chão!

Benditos sejam todos os amigos de raízes, verdadeiros.
Porque amigos são herdeiros da real sagacidade.
Ter amigos é a melhor cumplicidade!

Há pessoas que choram por saber que as rosas têm espinho,
Há outras que sorriem por saber que os espinhos têm rosas!

Machado de Assis

A Procura

1230651998Far5PBr “Aprenda a gostar de você, a cuidar de você e, principalmente, a gostar de quem também gosta de você...

A idade vai chegando e, com o passar do tempo, nossas prioridades na vida vão mudando...  a vida profissional, a monografia de final de curso, as contas a pagar.

Mas uma coisa parece estar sempre presente... a busca pela felicidade com o amor da sua vida.

Desde pequenos ficamos nos perguntando "quando será que vai chegar?" E a cada nova paquera, vez ou outra nos pegamos na dúvida "será que é ele (a)?".

Como diz o meu pai: "nessa idade tudo é definitivo", pelo menos a gente achava que era.

Cada namorado(a) era o(a) novo(a) homem(mulher) da sua vida.
Faziam planos,escolhiam o nome dos filhos, o lugar da lua-de-mel e, de repente...PLAFT! Como num passe de mágica ele(a) desaparecia, fazendo criar mais expectativas a respeito "do(a) próximo(a)".

Você percebe que cair na guerra quando se termina um namoro é muito natural, mas que já não dura mais de três meses.

Agora, você procura melhor e começa a ser mais seletiva. Procura uma pessoa formada, trabalhadora, bem resolvida, inteligente, com aquele papo que a deixa sentada(o) no bar o resto da noite.

Você procura por alguém que cuide de você quando está doente, que não reclame em trocar aquele churrasco dos amigos pelo aniversário da sua avó, que jogue "imagem e ação" e se divirta como uma criança, que sorria de felicidade quando te olha, mesmo quando está de bermuda, camiseta e chinelo.

A liberdade, ficar sem compromisso, sair sem dar satisfação já não tem o mesmo valor que tinha antes. A gente inventa um monte de desculpas esfarrapadas mas continuamos com a procura incessante por uma pessoa legal, que nos complete e vice-versa.

Enquanto estivermos a procura e tivermos um bom perfume, vamos à luta... e haja dinheiro para manter a presença em todos os eventos da cidade: churrasco, festinhas, boates na quinta-feira. Sem falar na diversidade que vai do Forró ao Beatles.

Mas o melhor dessa parte é se divertir com as(os) amigas(os), rir até doer a barriga, fazer aqueles passinhos bregas de antigamente e curtir o som, olhar para o teto, cantar bem alto aquela música que você adora.

Com o tempo, você vai percebendo que para ser feliz com uma outra pessoa, você precisa, em primeiro lugar, não precisar dela.

Percebe também que aquele(a) cara(mulher) que você ama(ou acha que ama), e que não quer nada com você, definitivamente não é o homem(mulher) da sua vida.

Você aprende a gostar de você, a cuidar de você e, principalmente, a gostar de quem também gosta de você.

O segredo é não correr atrás das borboletas... é cuidar do jardim para que elas venham até você.

No final das contas, você vai achar não quem você estava procurando, mas quem estava procurando por você!”

Mário Quintana

Loucos e Santos - Oscar Wilde

Escolho meus amigos não pela pele ou outro arquétipo qualquer,
mas pela pupila.

Tem que ter brilho questionador e tonalidade inquietante.
A mim não interessam os bons de espírito nem os maus de hábitos.
Fico com aqueles que fazem de mim louco e santo.
Deles não quero resposta, quero meu avesso.
Que me tragam dúvidas e angústias e agüentem o que há de pior em mim.
Para isso, só sendo louco.
Quero os santos, para que não duvidem das diferenças
e peçam perdão pelas injustiças.

Escolho meus amigos pela alma lavada e pela cara exposta.
Não quero só o ombro e o colo, quero também sua maior alegria.
Amigo que não ri junto, não sabe sofrer junto.
Meus amigos são todos assim: metade bobeira, metade seriedade.
Não quero risos previsíveis, nem choros piedosos.
Quero amigos sérios, daqueles que fazem da realidade sua fonte de aprendizagem, mas lutam para que a fantasia não desapareça.
Não quero amigos adultos nem chatos.
Quero-os metade infância e outra metade velhice!
Crianças, para que não esqueçam o valor do vento no rosto;
e velhos, para que nunca tenham pressa.

Tenho amigos para saber quem eu sou.
Pois os vendo loucos e santos, bobos e sérios, crianças e velhos, nunca me esquecerei de que "normalidade" é uma ilusão imbecil e estéril.

Há Momentos - Clarice Lispector


Há momentos na vida em que sentimos tanto
a falta de alguém que o que mais queremos
é tirar esta pessoa de nossos sonhos
e abraçá-la.

Sonhe com aquilo que você quiser.
Seja o que você quer ser,
porque você possui apenas uma vida
e nela só se tem uma chance
de fazer aquilo que se quer.

Tenha felicidade bastante para fazê-la doce.
Dificuldades para fazê-la forte.
Tristeza para fazê-la humana.
E esperança suficiente para fazê-la feliz.

As pessoas mais felizes
não têm as melhores coisas.
Elas sabem fazer o melhor
das oportunidades que aparecem
em seus caminhos.

A felicidade aparece para aqueles que choram.
Para aqueles que se machucam.
Para aqueles que buscam e tentam sempre.
E para aqueles que reconhecem
a importância das pessoas que passam por suas vidas.

O futuro mais brilhante
é baseado num passado intensamente vivido.
Você só terá sucesso na vida
quando perdoar os erros
e as decepções do passado.

A vida é curta, mas as emoções que podemos deixar
duram uma eternidade.
A vida não é de se brincar
porque um belo dia se morre.

Exigências da vida moderna - Luís Fernando Veríssimo


Dizem que todos os dias você deve comer uma maçã por causa do ferro. E uma banana pelo potássio. E também uma laranja pela vitamina C. Uma xícara de chá verde sem açúcar para prevenir a diabetes.
Todos os dias deve-se tomar ao menos dois litros de água. E uriná-los, o que consome o dobro do tempo.
Todos os dias deve-se tomar um Yakult pelos lactobacilos (que ninguém sabe bem o que é, mas que aos bilhões, ajudam a digestão).
Cada dia uma Aspirina, previne infarto. Uma taça de vinho tinto também. Uma de vinho branco estabiliza o sistema nervoso. Um copo de cerveja, para... não lembro bem para o que, mas faz bem.
O benefício adicional é que se você tomar tudo isso ao mesmo tempo e tiver um derrame, nem vai perceber.
Todos os dias deve-se comer fibra. Muita, muitíssima fibra. Fibra suficiente para fazer um pulôver.
Você deve fazer entre quatro e seis refeições leves diariamente. E nunca se esqueça de mastigar pelo menos cem vezes cada garfada.
Só para comer, serão cerca de cinco horas do dia.
E não esqueça de escovar os dentes depois de comer.
Ou seja, você tem que escovar os dentes depois da maçã, da banana, da laranja, das seis refeições e enquanto tiver dentes, passar fio dental, massagear a gengiva, escovar a língua e bochechar com Plax.
Melhor, inclusive, ampliar o banheiro e aproveitar para colocar um equipamento de som, porque entre a água, a fibra e os dentes, você vai passar ali várias horas por dia.
Há que se dormir oito horas por noite e trabalhar outras oito por dia, mais as cinco comendo são vinte e uma.
Sobram três, desde que você não pegue trânsito.
As estatísticas comprovam que assistimos três horas de TV por dia. Menos você, porque todos os dias você vai caminhar ao menos meia hora (por experiência própria, após quinze minutos dê meia volta e comece a voltar, ou a meia hora vira uma).
E você deve cuidar das amizades, porque são como uma planta: devem ser regadas diariamente, o que me faz pensar em quem vai cuidar delas quando eu estiver viajando.
Deve-se estar bem informado também, lendo dois ou três jornais por dia para comparar as informações.
Ah! E o sexo..
Todos os dias, tomando o cuidado de não se cair na rotina. Há que ser criativo, inovador para renovar a sedução. Isso leva tempo e nem estou falando de sexo tântrico.
Também precisa sobrar tempo para varrer, passar, lavar roupa, pratos e espero que você não tenha um bichinho de estimação.
Na minha conta são 29 horas por dia.
A única solução que me ocorre é fazer várias dessas coisas ao mesmo tempo!!!
Tomar banho frio com a boca aberta, assim você toma água e escova os dentes. Chame os amigos e seus pais. Beba o vinho, coma a maçã e dê a banana na boca da sua mulher.
Ainda bem que somos crescidinhos, senão ainda teria um Danoninho e se sobrarem 5 minutos, uma colherada de leite de magnésia.
Agora tenho que ir.
É o meio do dia, e depois da cerveja, do vinho e da maçã, tenho que ir ao banheiro.
E já que vou, levo um jornal...
Tchau....
Se sobrar um tempinho, me manda um e-mail.

Amigos em poemas


BONS AMIGOS

Abençoados os que possuem amigos, os que os têm sem pedir.
Porque amigo não se pede, não se compra, nem se vende.
Amigo a gente sente!

Benditos os que sofrem por amigos, os que falam com o olhar.
Porque amigo não se cala, não questiona, nem se rende.
Amigo a gente entende!

Benditos os que guardam amigos, os que entregam o ombro pra chorar.
Porque amigo sofre e chora.
Amigo não tem hora pra consolar!

Benditos sejam os amigos que acreditam na tua verdade ou te apontam a realidade.
Porque amigo é a direção.
Amigo é a base quando falta o chão!

Benditos sejam todos os amigos de raízes, verdadeiros.
Porque amigos são herdeiros da real sagacidade.
Ter amigos é a melhor cumplicidade!

Há pessoas que choram por saber que as rosas têm espinho,
Há outras que sorriem por saber que os espinhos têm rosas!
Machado de Assis

Poema do amigo aprendiz

Quero ser o teu amigo. Nem demais e nem de menos.
Nem tão longe e nem tão perto.
Na medida mais precisa que eu puder.
Mas amar-te sem medida e ficar na tua vida,
Da maneira mais discreta que eu souber.
Sem tirar-te a liberdade, sem jamais te sufocar.
Sem forçar tua vontade.
Sem falar, quando for hora de calar.
E sem calar, quando for hora de falar.
Nem ausente, nem presente por demais.
Simplesmente, calmamte, ser-te paz.
É bonito ser amigo, mas confesso é tão difícil aprender!
E por isso eu te suplico paciência.
Vou encher este teu rosto de lembranças,
Dá-me tempo, de acertar nossas distâncias...
Fernando Pessoa

Já Perdoei - ...

Já perdoei erros quase imperdoáveis,
tentei substituir pessoas insubstituíveis
e esquecer pessoas inesquecíveis.

Já fiz coisas por impulso,
já me decepcionei com pessoas quando nunca pensei me decepcionar,
mas também decepcionei alguém.

Já abracei pra proteger,
já dei risada quando não podia,
fiz amigos eternos,
amei e fui amado,
mas também já fui rejeitado,
fui amado e não amei.

Já gritei e pulei de tanta felicidade,
já vivi de amor e fiz juras eternas,
"quebrei a cara muitas vezes"!

Já chorei ouvindo música e vendo fotos,
já liguei só para escutar uma voz,
me apaixonei por um sorriso,
já pensei que fosse morrer de tanta saudade
e tive medo de perder alguém especial (e acabei perdendo).

Mas vivi, e ainda vivo!
Não passo pela vida…
E você também não deveria passar!

Viva!
Bom mesmo é ir à luta com determinação,
abraçar a vida com paixão,
perder com classe
e vencer com ousadia,
porque o mundo pertence a quem se atreve
e a vida é "muito" pra ser insignificante.


Autor: vários!

Nota: fiz uma modificação neste post. Antes havia colocado como autor Charles Chaplin, mas segundo uma fã - como vcs podem ver nos comentários - este poema não é do Chaplin, mas de um poeta chamado
Augusto Branco...
Bem, fiz uma pesquisa - talvez não tão extensa quanto a da Bia -, mas descobri que este poema tem vários autores - incluindo o Chaplin e o Augusto Branco!
Agora, enquanto não tenho certeza - e na internet ninguém tem certeza de nada! - ficará como "Vários"!
Se vc puder me ajudar... será muito bem vinda sua ajuda!

Obrigada!
das

Amores Mal Resolvidos, por Arnaldo Jabor

"Olhe para um lugar onde tenha muita gente: uma praia
num domingo de 40º, uma estação de metrô, a rua
principal do centro da cidade.
Metade deste povaréu sofre de Dor de Cotovelo.
Alguns trazem dores recentes,
outros trazem uma dor de estimação, mas o certo é que
grande parte desses rostos anônimos tem um Amor mal
resolvido, uma paixão que não se evaporou
completamente, mesmo que já estejam em outra relação.
Por que isso acontece?
Tenho uma teoria, ainda que eu seja tudo,
menos teórico no assunto.
Acho que as pessoas não gastam seu amor...
Isso mesmo.
Os amores que ficam nos assombrando
não foram amores consumidos até o fim...
Você sabe, o amor acaba.
É mentira dizer que não.
Uns acabam cedo, outros levam 10 ou 20 anos para
terminar, talvez até mais.
Mas um dia acaba e se transforma em outra coisa:
Lembranças, amizade, parceria, parentesco,
e essa transição não é dolorida
se o amor for devorado até o fim.
Dor de Cotovelo é quando o amor é interrompido
antes que se esgote...
O amor tem que ser vivenciado.
Platonismo funciona em
novela, mas na vida real demanda muita energia sem
falar do tempo que ninguém tem para esperar.
E tem que ser vivido em sua totalidade.
É preciso passar por todas etapas:
atração-paixão-amor-convivência-
amizade-tédio-fim.
Como já foi dito, este trajeto do amor pode
ser percorrido em algumas horas, semanas ou durar
muitos anos, mas é importante que transcorra de ponta a
ponta, senão sobra lugar para fantasias, idealizações,
enfim, tudo aquilo que nos empaca a vida e nos impede
de estarmos abertos para novos amores...
Se o amor foi interrompido sem ter atingido o fundo do pote,
ficamos imaginando as múltiplas possibilidades de continuidade,
tudo o que a gente poderia ter dito
e não disse, feito e não fez.
Gaste seu amor!
Usufrua-o até o fim.
Enfrente os bons e maus momentos, passe por tudo que
tiver que passar, não se economize.
Sinta todos os sabores que o amor tem,
desde o adocicado do início até
o amargo do fim, mas não saia da história na metade.
Amores precisam dar a volta ao redor de si mesmo,
fechando o próprio ciclo.
Isso é que libera a gente para Ser Feliz Novamente."

Do Flerte ao Casamento - Luis Fernando Veríssimo

pucca1 FLERTE
É quando ela é toda sorrisos e, você, cheio de nove-horas e gentilezas.
Ficam naquela conversa mole por mais de 10 minutos, riem de qualquer bobagem que um fala pro outro. E, quando ela anda, você crava os olhos naquele belo traseiro, imaginando coisas...
Isto é um flerte. Este é um estágio do relacionamento, que só tem vantagens.
Você a chama para sair, a noite toda é só de risadas e bons momentos.
Mas, depois do primeiro amasso, isso já vira um...

pucca 2 CASO
Esta é outra etapa gostosa.
Começa a rolar um sexozinho, mas nada muito adiantado, porque, afinal, ela não é qualquer uma.
Daí, já pinta aquele negócio de ligar um pro outro a cada 15 minutos, só pra dizer que está com saudades.
Começam a sair mais constantemente e rola aquele papo de 'Temos um relacionamento'.
Mas se esse relacionamento durar mais de 1 mês, pronto, aí já é um...

pucca 3 NAMORO
Isto significa que você não pode mais comer ninguém, além dela.
Nem mesmo dar uns beijinhos ou olhar pra traseira de outra.
Tem que ligar todo dia, mesmo se não estiver com saudades, senão...
Sair sábado com os amigos? Esqueça!
Rever as amigas? Pior ainda!
Nesta fase, você ainda está apaixonado e aceita tudo que ela faz, pede e fala.
Tudo gira em torno dela: horários, passeios, amigos, turmas...
E quando menos espera, aquela deusa maravilhosa, a mulher da sua vida, a mais perfeita descrição de um ser humano, te põe um cabresto, coloca as esporas e monta em você.
Isto vai te deixar mal, desanimado, triste... Mas, como você gosta dela, aceita tudo.
Até a idéia de comprar as alianças. É quando você acaba, quase sem perceber, num...

pucca 4 NOIVADO
Pois é... Agora você já se comprometeu com Deus e o mundo.
Se não casar, fica com fama de hipócrita, sem-vergonha, mau caráter, aquele que só queria se aproveitar da coitadinha....
E pra não passar por isso, acaba aceitando o...

pucca 5 CASAMENTO
Fudeu. Agora, não tem mais tempo pra nada, a não ser trabalhar pra ganhar dinheiro e dar uma vida confortável pra ela, que vai gastar tudo no seu cartão de crédito.
Pior que isso, só se tiver filhos. Aí, vai ter que trabalhar dobrado, ou triplicado, quadriplicado, dependendo do tamanho da prole.

Quanto ao sexo, pesquisas demonstram que:

Anos de Casamento / N° de relações Mensais (em média)
1 ano = 27 relações
2 anos = 23 relações
3 anos = 18 relações
4 anos = 12 relações
5 anos = 8 relações
6 anos = 5 relações
7 anos = 3 relações
8 anos = 2 relações
9 anos = 1 relação

pucca 6 BRINDE
Para dar continuidade a esta corrente, oferecemos-lhe um modelo de carta para você se despedir de sua esposa:

'Cara ex-esposa,
Como você não tem tempo pra falar comigo e este assunto a irrita com facilidade, relato nesta carta as seguintes estatísticas:
Durante o ano passado, tentei seduzi-la 365 vezes, obtendo êxito em apenas 36 vezes.

Abaixo, exponho os motivos do meu fracasso:

Motivo / Vezes
Podia acordar as crianças = 48
Fazia frio = 26
Fazia calor = 34
Você estava cansada = 43
Estava com dor de cabeça = 27
Estava com o estômago cheio = 36
Estava de mau humor = 49
Estava naqueles dias = 36
Estava com o esmalte fresco = 30
TOTAL = 329

E mesmo nas 36 vezes que obtive êxito, a relação não foi satisfatória porque:
Você disse que eu terminei muito rápido = 10
Tive de lhe acordar para dizer que tinha acabado = 12
Você me deu um joelhada no saco = 01
Broxei quando você comentou que o teto do quarto precisa de uma pintura = 02
Pensei que você tinha morrido, já que não se mexia = 11
TOTAL = 36

Um abraço do seu ex-marido.'

Valeu Tico

Nasce o escritor francês Victor Hugo

Nasce o escritor francês Victor Hugo
Poeta, escritor e novelista francês, Victor Hugo nasceu em 26 de fevereiro de 1802. Suas obras mais conhecidas são “Os miseráveis” e “O Corcunda de Notre Dame”, que o renderam a nomeação, em 1841, para a Academia Francesa.
Educado por tutores particulares e em escolas privadas de Paris, desde pequeno Victor Hugo demonstrou grande talento para a escrita. Aos 20 anos publicou sua primeira reunião de poemas, “Odes e Poesias Diversas”, mas foi o prefácio de sua peça teatral “Cromwell” que o projetou como líder do movimento romântico na França. O texto rapidamente se tornou um manifesto do romantismo.
Criado nas tradições da monarquia, Victor Hugo acabou se tornando um opositor deste regime. O escritor apoiava a democracia liberal e humanitária. Entrou para a política em 1848 quando foi eleito deputado na Segunda República apoiando a candidatura do príncipe Luís Napoleão. Após o golpe de Estado dado por ele, em 1851, Hugo escreve “Histoire d’un Crime”, uma dura crítica condenando as razões morais de Luís Napoleão.
Durante o Segundo Império, por oposição a Napoleão III, o escritor se exila em Bruxelas e recusa a anistia concedida posteriormente pelo imperador. Victor Hugo dedicou, então, sua obra à política, à religião e à filosofia humana e social. Desejava mudar a sociedade. Em 1870 Hugo retornou a França e reatou sua carreira política. Foi eleito primeiro para a Assembléia Nacional, e mais tarde para o Senado. Não aderiu à Comuna de Paris mas defendeu a anistia aos seus integrantes.
O escritor morreu em 1885 e foi enterrado no Panthéon, em Paris.
Frases:
Sede como os pássaros que, ao pousarem um instante sobre ramos muito leves, sentem-nos ceder, mas cantam! Eles sabem que possuem asas.
Comer é uma necessidade do estômago; beber é uma necessidade da alma.
A esperança seria a maior das forças humanas, se não existisse o desespero
Nunca ninguém conseguirá ir ao fundo de um riso de criança.
Nada se assemelha à alma como a abelha. Esta voa de flor para flor, aquela de estrela para estrela. A abelha traz o mel, como a alma traz a luz.
Aquele que dá ao pobre empresta a Deus.
A suprema felicidade da vida é ter a convicção de que somos amados.
Os velhos têm tanta necessidade de afecto como de sol.
A religião não é senão a sombra projectada do universo sobre a inteligência humana.
A religião não é senão a sombra projectada do universo sobre a inteligência humana.
E cada homem é um livro onde o próprio Deus escreve.

Mahatma Gandhi

Mahatma Gandhi
Mohandas Karamchand Gandhi, mais conhecido popularmente por Mahatma Gandhi, do sânscrito “grande alma”, foi um dos idealizadores e fundadores do moderno estado indiano e um influente defensor do Satyagraha (sânscrito: firmeza + verdade), princípio da não-agressão e forma não-violenta de protesto, como um meio de revolução.

Inspirou gerações de ativistas pró-democracia e anti-racistas como Martin Luther King e Nelson Mandela.

Em 30 de janeiro de 1948, Gandhi morre assassinado por um hindu. Estava com 78 anos. Um milhão de indianos, comparecem ao funeral. Suas cinzas são lançadas às águas sagradas do Rio Jumna.

Frases:
“Orar não é pedir. Orar é a respiração da alma.”

“Quem busca a verdade, quem obedece a lei do amor, não pode estar preocupado com o amanhã.”

“A verdadeira educação consiste em pôr a descoberto ou fazer atualizar o melhor de uma pessoa. Que livro melhor que o livro da humanidade?”

“Não quero que minha casa seja cercada por muros de todos os lados e que as minhas janelas esteja tapadas. Quero que as culturas de todos os povos andem pela minha casa com o máximo de liberdade possível.”

“Aquele que não é capaz de governar a si mesmo, não será capaz de governar os outros.”

“O amor é a força mais abstrata, e também a mais potente, que há no mundo.”

“O Amor e a verdade estão tão unidos entre si que é praticamente impossível separá-los. São como duas faces da mesma medalha.”