Joga fora no lixo… Mas qual lixo?

coletaseletiva7 Jogar lixo na rua, em terrenos abandonados… em qualquer lugar – menos no local correto – tem inúmeros resultados e todo mundo sabe quais são: de poluição do meio ambiente e riscos à saúde a um problema que só se percebe quando chove: alagamentos nas cidades.
Sim, isso pra não falar dos custos que esse lixo que produzimos todos os dias tem. E você sabe quem vai pagar por ele? 

O Brasil produz, atualmente, cerca de 228,4 mil toneladas de lixo por dia.
O chamado lixo domiciliar equivale a pouco mais da metade desse volume, ou 125 mil toneladas diárias.
Do total de resíduos descartados em residências e indústrias, apenas 4.300 toneladas, ou aproximadamente 2% do total, são destinadas à coleta seletiva. Quase 50 mil toneladas de resíduos são despejados todos os dias em lixões a céu aberto, o que representa um risco à saúde e ao ambiente.
Mudar esse cenário envolve a redução de padrões sociais de consumo, a reutilização dos materiais e a reciclagem, conforme a "Regra dos Três Erres" (Reduzir, Reutilizar, Reciclar) preconizada pelos ambientalistas.
A idéia é diminuir o volume de lixo de difícil decomposição, como vidro e plástico, evitar a poluição do ar e da água, otimizar recursos e aumentar a vida útil dos aterros.

Tempo de decomposição de alguns resíduos

Vidro: Indeterminado
Pneus: 600 anos 
Fralda descartável comum: 450 anos  lixo7
Tampas de garrafa: 150 anos
Plástico: 100 anos
Embalagens longa vida: até 100 anos
Copos de plástico: 50 anos
Nylon: mais de 30 anos
Lata de aço: 10 anos
Isopor: 8 anos
Chicletes: 5 anos
Toco de cigarro: 20 meses
Fralda descartável biodegradável: 1 ano
Pano: 6  meses a 1 ano
Palito de madeira: 6 meses
Papel: 3 a 6 meses

Saiba quais os tipos de lixo que podem ser recicladossimbolo_reciclagem15

  • no Lixo Comum:
    Papel: papel carbono, celofane, papel vegetal, termofax, papéis encerados ou palstificados, papel higiênico, lenços de papel, guardanapos, fotografias, fitas ou etiquetas adesivas
    Plástico: plásticos termofixos (usados na indústria eletroeletrônica e na produção de alguns computadores, telefones e eletrodomésticos), embalagens plásticas metalizadas (como as de salgadinhos)
    Vidros: espelhos, cristais, vidros de janelas, vidros de automóveis, lâmpadas, ampolas de medicamentos, cerâmicas, porcelanas, tubos de TV e de computadores
    Metais: clipes, grampos, esponjas de aço, tachinhas, pregos e canos
  • na Coleta Seletiva:
    Papel:
    papéis de escritório, papelão, caixas em geral, jornais, revistas, livros, listas telefônicas, cadernos, papel cartão, cartolinas, embalagens longa vida, listas telefônicas, livros
    Plástico: sacos, CDs, disquetes, embalagens de produtos de limpeza, PET (como garrafas de refrigerante), canos e tubos, plásticos em geral (retire antes o excesso de sujeira)
    Vidro: garrafas de bebida, frascos em geral, potes de produtos alimentícios, copos (retire antes o excesso de sujeira)
    Metais: latas de alumínio (refrigerante, cerveja, suco), latas de produtos alimentícios (óleo, leite em pó, conservas), tampas de garrafa, embalagens metálicas de congelados, folhas-de-flandres

Fonte: Uol

Até a próxima!

Compartilhe

Acho que você vai gostar

Este espaço é todo seu!
Deixe suas sugestões, dicas, críticas... Elas irão me ajudar a melhorar!
Por favor, não xingue ou envie links de propaganda ou site, eles não serão publicados!!!!!
Obrigada e volte sempre!!
Beijo e paz! \o/
Das Emoticon Emoticon