A Rosa Amarela

Num certo momento da vida, nossas estradas se encontraram e tornaram-se uma só.
Por um tempo, plantamos flores ao longo do caminho e cuidávamos diariamente desse amor. Assim, a cada amanhecer, o sol banhava com sua luz esse jardim, cheio das mais variadas rosas e borboletas, tornando vivas suas cores e fazendo dele um imenso arco-íris!
Tudo era lindo e conseguia até ver um futuro. Bastava fechar os olhos e ele estava ali: um lugar mágico, cheio de vida, de sonhos... Era perfeito!
Eu pensei que fosse...

Como em todo jardim, as ervas daninhas espreitavam e os espinhos existiam.
Num certo momento da nossa estrada, o colorido deu lugar a um verde musgo, feio... Os espinhos, antes, quase inexistentes, tornaram-se fortes, aumentaram e passaram a ferir cada vez mais fundo.
Em desespero, tentei arrancar tudo com as próprias mãos, numa tentativa louca de fazer voltar o colorido, a paz... o amor...
Eu tentei de tudo!
Tirei forças de onde nem sabia que existia, mas, infelizmente, não foram suficientes!
De repente, eu estava só, sofrendo, com aquela dor invisível, mas tão insuportável... Minhas mãos sangravam, mas não tanto quanto meu coração!
Desabei no chão, sem forças. Senti frio, senti o vazio tomar conta de todo o meu ser... Não havia mais nada!
Eu estava perdida dentro da minha solidão, do meu desespero... Queria gritar por ajuda, por respostas, mas não conseguia! Só as lágrimas estavam ali comigo. Muitas delas!
E inundaram tudo ao meu redor...
Completamente entregue a esse universo de sofrimento... acabei adormecendo.
Não sei quanto tempo fiquei ali, morta pro mundo e querendo realmente estar morta, pois pra mim não havia mais nada à minha frente, só a escuridão da noite e aquele frio que doía tanto...

Quando despertei do meu torpor, abri os olhos devagar e respirei fundo. Tudo estava do mesmo jeito. As lágrimas haviam secado, mas uma nova enxurrada estava por vir, eu sentia.
Foi então que o vi...
Era pequeno e fraco, mas a cor prendeu minha atenção... Um botão de rosa de um amarelo muito vibrante bem ali, do meu lado... Tinha nascido no mesmo lugar onde minhas lágrimas haviam caído.
Um raio de sol o iluminou e aos poucos ele foi se abrindo, transformando-se. Fiquei paralisada. Prendi a respiração, com medo que um leve sopro pudesse matá-lo.

Uma rosa diferente de todas que eu já tinha visto formou-se... Era linda!
Senti uma lágrima rolar pelo meu rosto, mas o motivo era diferente agora.
Não era mais por tristeza...
Respirei profundamente.
Agora era por esperança!

Beijo e paz!
DAS

Compartilhe

Acho que você vai gostar

Este espaço é todo seu!
Deixe suas sugestões, dicas, críticas... Elas irão me ajudar a melhorar!
Por favor, não xingue ou envie links de propaganda ou site, eles não serão publicados!!!!!
Obrigada e volte sempre!!
Beijo e paz! \o/
Das Emoticon Emoticon