Fábulas - Esopo

Fabulas Esopo Sinopse:
Figura supostamente lendária da Grécia antiga, Esopo passou á história como o primeiro fabulista. As fábulas de Esopo que chegaram até nossos dias foram compiladas por um monge bizantino do século XIV, Maximus Planudes, que escreveu ainda uma biografia do autor grego. Entre os títulos mais famosos figuram ”A raposa e as uvas”, ”O cachorro e o hortelão”, ”O leão e o rato” e ”As rãs que pediam rei”. A fábula é um gênero literário que veio do conto popular. São narrativas alegóricas em prosa ou em verso próximas do mito e da poesia. A principal diferença entre o conto e a fábula é que esta transmite uma lição de moral. A tradição esópica sempre deu ênfase á moralidade que é a verdadeira função da fábula.

Aproveito a oportunidade para começar uma nova categoria de coisas que adoro: Fábulas!!

Mais você sabe o que é uma Fábula?

Fábula (latim fari + falar e grego Phaó + dizer, contar algo) é uma narração breve, de natureza simbólica, cujos personagens por via de regra são animais que pensam, agem e sentem como os seres humanos. Esta narrativa tem por objetivo transmitir uma lição de moral.
O nascimento da fábula coincide com o aparecimento da linguagem. Antes de ser considerada um gênero passou dispersa na boca do povo. A fábula nasceu simultaneamente na África, na Europa e no Oriente.
As fábulas orientais foram passando da Índia para a China, ao Tibet e à Pérsia, terminando na Grécia com Esopo que soube adaptar as histórias orientais à sabedoria grega.
A motivação é de origem popular e o espírito geral é realista e irônico. São curtas, bem humoradas e suas mensagens e ensinamentos estão relacionadas com os fatos do cotidiano.

Os principais fabulistas: 

Esopo > nasceu na Grécia, no século VI antes de Cristo. Até hoje, o seu nome e a história de sua vida são cercadas de mistério. Dizem as lendas que era corcunda, gago e dono de uma rara inteligência. Contava histórias simples e divertidas, com lições moralistas, utilizando os mais variados animais como personagens. Uma biografia egípcia do século I conta que Esopo foi vendido como escravo a um filósofo que, admirado com o seu talento, lhe concedeu a liberdade.
Há diversas lendas sobre sua morte. Uma das mais trágicas diz que o fabulista grego teria sido lançado de um precipício, em Delfos, acusado de sacrilégio.
As fábulas de Esopo, compiladas por um monge bizantino do século XIV, inspiraram numerosos autores no decorrer da história.

Jean de La Fontaine > viveu no século XVII. Filho de burgueses, teve o apoio da nobreza para se dedicar à literatura. Escreveu poesias e adaptações de comédias. Porém, foram As fábulas, escritas em versos e reunidas em doze livros, publicados entre 1668 e 1694, que o tornaram conhecido no mundo inteiro.
Graças a uma apurada sensibilidade para mesclar imagens poéticas e de humor, as fábulas de Esopo ganharam vida nova com La Fontaine. Tornaram-se verdadeiros retratos da sociedade, com seus vícios, diferenças sociais e problemas.
O sucesso da obra garantiu a La Fontaine uma cadeira na Academia Francesa de Letras.
O "poeta da França" morreu em Paris, em 1695.

Fedro > poeta, filho de escravos, nasceu num país de língua grega, a Trácia.
Foi o introdutor do gênero fábula na literatura romana. Viveu no séc. I d.C., provavelmente alforriado pelo imperador Augusto e perseguido pelo ministro de Tibério, Sejano.
Fedro recontou as fábulas de Esopo em forma de poesia. Suas histórias mostram através da sátira sua revolta contra as injustiças e o crime.

A Raposa e o Cacho de Uvas
Esopo

Uma raposa faminta viu uns cachos de uva pendentes de uma vinha; quis pegá-los, mas não conseguiu.
Então, afastou-se murmurando:
"Estão verdes demais".

Moral: assim também, alguns homens, não conseguindo realizar seus negócios por incapacidade, acusam as circunstâncias.

Compartilhe

Acho que você vai gostar

Este espaço é todo seu!
Deixe suas sugestões, dicas, críticas... Elas irão me ajudar a melhorar!
Por favor, não xingue ou envie links de propaganda ou site, eles não serão publicados!!!!!
Obrigada e volte sempre!!
Beijo e paz! \o/
Das Emoticon Emoticon