Primeiro dia de aula do seu filho: como sobreviver!

 Photo by Aaron Burden on Unsplash
Oi, gente!
Se você está passando por esse momento marcante na vida (sua e principalmente do seu filho!) e está com o coração na mão, toca aqui 👏 que estamos no mesmo barco!
Pois é, seu filhote está crescendo e isso é maravilhoso, mas um pouco apavorante também... Você vai ter que se adaptar a essa nova fase (primeira de muuitas!) e seguir em frente, mesmo que isso esteja te matando por dentro.
Exagero? Talvez sim, mas talvez não mesmo! Só uma mãe sabe como é difícil cortar esse cordão umbilical imaginário que ainda faziam de vocês um só.
Mas fazer o que? A vida é assim, tem que ser vivida! Você já passou por isso e agora é a vez do seu filho. Ele merece e ele precisa, é a ordem natural das coisas.
Você precisa se conscientizar de que o teu papel de mãe (ou pai) começa realmente agora. Como quer que o seu filho passe por tudo o que vem à frente?
Apesar de serem apenas poucas horas de distância entre vocês é um passo gigantesco para o desenvolvimento dele. O contato com outras pessoas, novas amizades, novas situações que talvez ele não esteja acostumado, novas atividades...
Pense nele como uma esponjinha, absorvendo tudo, desde o conhecimento até emoções diferentes. E ele volta pra você, cheio de questões, cheio de palavras, entusiasmo... O jeito que você lida com tudo fará diferença nesta nova vida fora do ninho que está apenas começando...

Dicas de como encarar esse primeiro passinho de seu bebê

Fique calma! - Controle a tensão e ansiedade... Seu filho vai sentir essa energia e ele não vai saber lidar com isso, só vai o dificultar o processo de adaptação na escola.

Converse! - explique o que acontece na escola: ele vai aprender, vai ter muitos amiguinhos, vai brincar... Veja a reação dele ao saber disso.
Ele pode ficar feliz, pode querer que você vá com ele ou já comece a chorar por perceber que você não vai estar com ele. É de arrebentar, né? Eu sei, eu imagino...
Não force, não fale muito se sentir que as informações ainda não são bem aceitas. Tudo ao seu tempo.

Pergunte na escola qual é o procedimento quando as crianças estão chorando por seus pais. Isso serve pra você sentir segurança ao deixá-lo.

Dizer tchau nesse primeiro dia com certeza será o momento mais difícil para vocês dois. Portanto, depois disso, saia prontamente. Uma longa cena de despedida pode reforçar o sentido de que a escola é um lugar ruim.

Quando for a hora de ir, despeça-se do seu filho. Nunca saia escondido. Por mais tentador que seja, sair sem dizer adeus pode fazer com que ele deixe de confiar em você.

Expresse sua facilidade com a saída. Alguns pais acenam de fora da janela da sala de aula ou fazem uma cara de adeus engraçada.

Não demore. Quanto mais tempo você ficar, mais difícil será. Deixe seu filho saber que você estará lá para buscá-la e diga um "Até mais tarde!"

Não se sinta culpado por deixá-lo - Eu sei que a vontade de trazer seu filho de volta pra casa pode ser imensa, mas as coisas tem que ser assim. Saiba que todo mundo passa por isso. O começo pode ser ruim ou péssimo, mas ele vai se acostumar com a nova rotina. Você vai!

Minha experiencia foi assim...

Um dia antes ela chorou um pouco, ficou manhosa... Meu marido e eu percebemos que ela tava sentindo a agitação, até porque ela estava junto em todos os momentos que fomos na escola.
Fazia um tempo que já ela dizia que queria ir pra escola, vi então que a necessidade estava explodindo.
Ela acordou dizendo que ia sentir saudades de mim... eu que já estava um troço por dentro, tive que fingir naturalidade, abrir um sorriso e dizer: "A mamãe também vai sentir saudades, mas vai ser tão legal lá! Você vai ter amiguinhos, vai brincar muito, aprender um monte de coisas. E depois vou buscar você!"

Quando fomos levá-la, ela continuava dizendo que ia sentir saudades e a gente reforçando como ia ser legal e tudo... e que depois pegaríamos ela de volta.
Chegamos, nos despedimos rápido e a tia com naturalidade já pegou ela pela mão dela e levou...
E eu desabei ali mesmo! Parecia que estavam levando meu coração embora!!
Só conseguia pensar que agora o passo estava dado e que não dava mais pra voltar atras.
Pela câmera, vi quando deixaram na sala. Ela quis sair, mas a tia carregou e minha pequena encostou a cabeça no colo da moça.
Aí eu vim... chorando mais ainda. Cheguei em casa e o silêncio era perturbador.
Felizmente tinha trabalho pra fazer e a mente ficou um pouco ocupada. Um pouco.
Como era adaptação, ela só ficou uma hora e meia na escola e então chegou a hora de buscá-la.
Aí, minha gente, eis que quando ela me viu e percebeu que era hora de ir pra casa, o escândalo começou: gritou, chorou, se debateu... dizendo que não queria ir embora! 😖
E foi assim, durante uma semana, um show na porta da escola. Até que começou a se acalmar e hoje já tira de letra, graças a Deus!
Então, às vezes coisas surpreendentes acontecem. E todas as preocupações e cuidados que naturalmente temos pelos pequenos, na verdade devem ser direcionadas para os pais! rsrsrsrs

Espero que tenha ajudado você de alguma maneira.
Um beijo e até a próxima!!

Fonte de pesquisa: Parents 

Photo by Aaron Burden on Unsplash

O beijo de cada signo

O beijo de cada signo Para falarmos de beijo, ou de qualquer característica de comportamento ou personalidade, é sempre importante levar em consideração todo o nosso Mapa Astral. Entretanto, o signo solar fala do tipo de calor que emitimos, de nossa essência ativa, e, portanto, matiza todos os demais componentes do mapa.
Apesar de existir um jeito bem mais prático e gostoso de descobrir como é o tipo de beijo do que fazendo Mapa Astral, segue um breve descritivo com as principais características do beijo de cada signo:
ELEMENTO FOGO Beijo dos Signos - Elemento FogoOs beijos do elemento fogo - Áries, Leão e Sagitário, têm em comum a característica da passionalidade.
  • Áries
Elemento: Fogo
Modo: Cardinal
Regente: Marte

Impulsivo, energético, impetuoso e um tanto agressivo. E como tudo na vida de um ariano, o beijo também pode ser encarado como uma competição.
  • Leão
Elemento: Fogo
Modo: Fixo
Regente: Sol
Para os leoninos tudo tem que ser grandioso, dramático e apoteótico, e com o beijo não é diferente. Prepare-se para fortes emoções.
  • Sagitário
Elemento: Fogo
Modo: Mutável
Regente: Júpiter
Espontâneo e com sabor de aventura. Sagitarianos são exagerados e a vida acontece em superlativo - assim como o seu beijo.
ELEMENTO TERRA Beijo dos Signos - Elemento TerraOs beijos do elemento terra - Touro, Virgem e Capricórnio, têm em comum a característica da sensualidade.
  • Touro
Elemento: Terra
Modo: Fixo
Regente: Vênus
É o beijo longo, moroso e molhado, acompanhado de abraços e carinhos. Pode demorar um pouquinho a engrenar, mas depois parece que nunca terá fim.
  • Virgem
Elemento: Terra
Modo: Mutável
Regente: Mercúrio
O beijo tecnicamente perfeito, com muita provocação. Mas muitas vezes é tão estudado que pode parecer ensaiado demais.
  • Capricórnio
Elemento: Terra
Modo: Cardinal
Regente: Saturno
Lento, mas voraz. A obstinação típica de Capricórnio é refletida do sabor de seu beijo. O excesso de auto controle pode tirar a espontaneidade do momento.
ELEMENTO AR Beijo dos Signos - Elemento ArOs beijos do elemento ar - Gêmeos, Libra e Aquário, têm em comum a característica da leveza.
  • Gêmeos
Elemento: Ar
Modo: Mutável
Regente: Mercúrio
É aquele beijo que você nunca sabe o que esperar, pois gêmeos adora experimentar e vai tentar um pouco de tudo. Mas às vezes o geminiano prefere conversar em vez de beijar!
  • Libra
Elemento: Ar
Modo: Cardinal
Regente: Vênus
Refinado, elegante, cheio de galanteios. Libra adora agradar ao outro, e com seu beijo não é diferente... tanto que, eventualmente, o beijo libriano será um reflexo do seu.
  • Aquário
Elemento: Ar
Modo: Fixo
Regentes: Urano, Saturno
Original e surpreendente. Tão elétrico que pode dar choque, porque Aquário não aguenta contato físico prolongado. Totalmente inconvencional!
ELEMENTO ÁGUA Beijo dos Signos - Elemento ÁguaOs beijos do elemento água - Câncer, Escorpião e Peixes, têm em comum a característica da entrega.
  • Câncer
Elemento: Água
Modo: Cardinal
Regente: Lua
Romântico, suave, emotivo. Câncer cuida do outro e deseja segurança, e às vezes um beijo representa muito mais que um beijo: é quase uma aliança de casamento.
  • Escorpião
Elemento: Água
Modo: Fixo
Regentes: Plutão, Marte
É o beijo intenso e magnético. Escorpião quer sempre controlar e dominar as situações, e quando beija não é nem um pouco diferente disso.
  • Peixes
Elemento: Água
Modo: Mutável
Regentes: Netuno, Júpiter
Cheio de fantasias, sensível, envolvente. É o beijo de cinema. A questão é que no imaginativo mundo pisciano, você nunca tem como prever de que gênero será esse filme....
Essa matéria legal encontrei no Personare.
Para ver a original… Aqui! 
Até a próxima!

Receitas caseiras para hidratar dos pés à cabeça

Receitas caseiras para hidratar dos pes a cabeca Eu adoro receitas caseiras!
São baratas, eficazes… além de ser super divertido todo o processo de preparação! Você se sente num spa, dentro da sua própria casa… ou da sua amiga! rsrsrs
Aqui vai…
Receitas para o rosto, corpo, pés e cabelos
  • Passo 1: Retire as células mortas do corpo
Misture bem
2 colheres de sopa rasas de sal marinho com
5 colheres de óleo vegetal de girassol,
6 gotas de óleo essencial de lavanda.
Massageie a pele do corpo, mãos e pés. Dicas para a massagem:
Comece dos pés para cima, em direção à virilha, com movimentos circulares. Você pode usar uma bucha vegetal para ajudar, sempre de leve. Na barriga, massageie de fora para dentro, em direção ao umbigo. Capriche nas nádegas, já que essa área costuma ser vítima da foliculite (pêlos encravdos , explica Samia. Mas fique atenta: este preparado não pode ser usado no rosto, que tem uma pele sensível demais.
  • Passo 2: Retire as células mortas do rosto
Misture bem
1 colher de sobremesa de farelo de aveia,
água mineral suficiente para formar uma pasta e
1 gota de óleo essencial de Palmarosa.
Passe a pasta no rosto com as mãos ou um pincel e deixe secar por 20 minutos. A máscara se transformará em uma espécie de borracha. Esfarele-a com as mãos e lave o rosto em seguida. Se a quantidade de farelo de aveia for pouca, você pode aumentá-la, assim como a água. Porém, use somente uma gota de óleo essencial.
  • Passo 3: Hidrate a pele do rosto e do corpo
Misture
1 colher de sopa de óleo vegetal de abacate com
3 gotas de óleo essencial de lavanda e
passe no corpo, sem enxaguar. Em vez de usar seu hidratante costumeiro, aplique esta mistura. Sua pele ficará sedosa e muito cheirosa.
Para o rosto, use 1 colher de chá de óleo vegetal de abacate com
apenas 1 gota de óleo essencial de lavanda.
A mesma mistura do rosto serve para hidratar as mãos.
  • Passo 4: Hidrate os pés
Primeiro, retire as células mortas conforme indicado no primeiro passo.
Depois, misture
1 colher de sopa de óleo vegetal de abacate,
3 gotas de óleo essencial de cedro e
3 gotas de óleo essencial de lavanda.
Massageie os pés com a mistura e envolva-os em toalhas quentes. Deixe-os descansando por 20 minutos. Vale ressaltar que não é aconselhável usar lixas nos pés, que ficam ainda mais grossos depois. Caso ache necessário, use uma pedra pomes suavemente.
  • Passo 5: Hidrate os cabelos
Se seus cabelos são claros,
misture
1 colher de sopa de óleo vegetal de abacate com
3 gotas de óleo essencial de cedro e
3 gotas de óleo essencial de ylang ylang.
Massageie os cabelos, envolva-os em papel alumínio ou touca de isopor (não use touca térmica) e deixe descansar por 20 minutos. Lave-os normalmente com seu xampu usual.
Já se seus fios são escuros,
misture
1 colher de sopa de óleo vegetal de castanha-do-pará com
3 gotas de óleo essencial de cedro e
3 gotas de óleo essencial de ylang ylang.
Massageie os cabelos, envolva-os em papel alumínio ou touca de isopor (não use touca térmica) e deixe descansar por 20 minutos. Lave-os normalmente com seu xampu usual.
Fonte: Minha Vida

Seu cabelo está caindo? Dê um ‘stop’ nisso!

cabelocaindo6 É, na vontade louca de deixar as madeixas em ordem, ‘comportadas’ e na moda, algumas pessoas acabam descuidando e esquecendo de um fator tão importante – ou mais – quanto estar bela: o cabelo cansa!
Químicas, pinturas, escovas, chapinhas, condicionadores… Fora o estresse, sol em excesso, poluição, cloro das piscinas… Tudo isso tem um caminho certo: a queda dos fios!
O normal é que caiam de 50 a 150 fios por mês, mas quando suas mãos começam a ficam cheias a cada escovada o desespero toma conta de qualquer uma, né? Falo por experiência própria, acreditem.
Bem, eu consegui reverter essa situação e agora quero ajudar você a fazer o mesmo.
Essas dicas abaixo funcionaram comigo, por isso estou repassando.
Gelatina de Peixe* Gelatina de Peixe Além de fornecer aminoácido para a produção de queratina, fortalecendo unhas e cabelos frágeis e quebradiços (isso eu comprovei!),  também é utilizada para atenuar os sinais de envelhecimento como rugas e flacidez da pele. É recomendada também para quem faz regime de emagrecimento, enrijece tecidos flácidos e previne estrias.
É obtida a partir da pele de diferentes tipos de peixes, principalmente de cação, apresenta o mesmo comportamento do colágeno a gelatina bovina, ou seja, é uma excelente fonte de nutrientes, especialmente proteína de fácil digestão e assimilação. Contém os aminoácidos essenciais, isto é, aqueles que não são produzidos pelo organismo, mas adquiridos através da alimentação. Por esta razão é uma excelente fonte de reposição dos desgastes orgânicos.
* Gengibregengibre
Fazer um chá (com um pouco mais de água que o normal e sem açúcar, claro!) e colocar nas madeixas. Fica um cheirinho gostoso.
Os fios podem ficar um pouco ressecados, mas tudo volta ao normal quando você lavar os cabelos.
Como eu faço: Se eu for fazer hidratação no sábado, coloco o chá na sexta. Recomendadíssimo!!
* Quiabo quiabo Sim, essa coisa verde e gosmenta. Algumas pessoas comem, mas pra mim ele só serve para ‘alimentar’ meus cabelos.
Eles ficam um brilho só e bem macios.
Como fazer: Corte o quiabo em rodelas, passe no liquidificador e depois misture com um pouco de creme hidratante. 
Em seguida passe nos cabelos e meia hora depois pode enxaguar.
É importante que não sobre nenhum resquício do creme nos fios, portanto enxágue muito bem!

* Acredite na hidratação caseira, ela funciona, sim! hidratação caseira Eu nunca fui muito adepta a salões, não tenho paciência. Sempre comprei cremes e fiz hidratações em casa.
Semanalmente ou quinzenalmente, não importa. Só faça, religiosamente!
Quando fazemos disso um hábito, o resultado aparece rapidinho.
Eu garanto!
Para terminar, duas dicas de cremes ótimos:
O 1º é Novex Chocolate
Novex ChocolateTratamento profundo que possui um alto poder de hidratação e nutrição. O Extrato Vegetal do Cacau evita o ressecamento e a perda de água, formando uma barreira protetora natural para os cabelos, o que também proporciona muito brilho. Rico em ácidos graxos, fornece emoliência, nutrição aos fios e age recuperando os estragos provocados por agentes químicos.
O produto é indicado para cabelos muito danificados e quimicamente tratados, incluindo Escova Progressiva, Térmica, de Chocolate, etc.
O cheiro é uma loucura, chocolate puro! Os fios ficam macios, brilhantes, sedosos, bastante hidratados.
A cor é escura, portanto, se não tiver cuidado vai melecar tudo ao redor.

E o 2º Essenza Açúcar   Essenza Acucar
Hidratação absoluta para cabelos naturalmente bonitos.
Bio Apis (mix de ativos do pólen, própolis, ginseng e geléia real)
Açúcar
Queratina
Ideal para cabelos com falta de elasticidade e perda de umidade natural.
Esse hidratante é ótimo. Cheiroso, consistente…
Os cabelos ficam super hidratados, macios, com brilho…

Bem, dicas dadas, espero que aproveitem.
Até a próxima!

Infecção Urinária – o que é e como tratar?

Infeccao Urinaria Dor, ardência e urgência para urinar, incômodo no baixo ventre e, em alguns casos, sangue na urina. Você até pode não ter se deparado com esses sintomas, mas certamente tem uma amiga que já enfrentou uma infecção urinária.
Não resta dúvida, as mulheres são mais suscetíveis a essa doença: para cada homem, existem 20 mulheres com esse tipo de infecção.

Saiba porque
Na maioria dos casos (cerca de 95%) é provocada por uma bactéria chamada Escherichia coli, presente normalmente na flora intestinal e, consequentemente, ao redor do ânus e no períneo (área entre o ânus e a vagina).
No intestino, essa bactéria é inofensiva, mas quando ela invade as vias urinárias a coisa complica. Aí é que entra a fragilidade da anatomia feminina. A vagina fica a pouquíssimos centímetros do ânus. A uretra, canal que leva o xixi da bexiga até a vagina, é curtinha, quando comparada com a dos rapazes. A nossa mede de 3 a 4 centímetros, enquanto a deles tem mais de 10 centímetros. Com essa configuração, a bactéria que está no períneo chega mais facilmente na uretra, porta de entrada para a infecção. Da uretra para a bexiga, onde a doença começa, é um pulo!
Uma Cistite, também chamada de infecção urinária baixa, mal tratada pode evoluir para uma pielonefrite, ou infecção urinária alta, caso muito mais grave porque ataca o rim, órgão vital do corpo, causando febre e dor lombar, entre outros sintomas. Nesse caso, a internação hospitalar é necessária.

Contaminação

A cistite não é transmissível, ou seja, você não pega de outra pessoa. Como ela é provocada por uma bactéria que existe normalmente na flora intestinal, alguns fatores podem colaborar para a infecção. “Uma flora vaginal saudável, com pH ácido, ajuda a proteger a região. Se existe algum desequilíbrio nas bactérias protetoras da vagina, você fica mais suscetível à doença”, explica Fernando Almeida, professor de urologia da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).
E sabe o que pode alterar a sua flora?
Uso de espermicidas, ejaculação do parceiro, sucos muito ácidos (como de laranja, limão e abacaxi) e diminuição de estrogênio (o que normalmente acontece na menopausa).


Tratamento
É preciso procurar um médico e realizar um exame de urina para verificar qual é a bactéria responsável pelo problema. Uma vez medicada, os sintomas, tão desagradáveis, desaparecem em cerca de dois dias. Mas é preciso continuar tomando o antibiótico de acordo com a prescrição do médico, mesmo se não tiver mais nenhum sintoma.

Cuidados
* Tomar bastante líquido reduz o risco de contaminação, pois a água “lava” o sistema urinário - “Quanto mais vezes você enche e esvazia a bexiga, menor a probabilidade de a bactéria se instalar”, diz Edilson Ogeda, ginecologista do Hospital Samaritano de São Paulo.
* Fazer xixi depois do ato sexual - “Se durante a atividade alguma bactéria do períneo se aproximou da uretra, um jato forte de urina ajuda a eliminar a invasora”, explica o ginecologista.

Recaídas
Não é porque você curou a doença que ela nunca mais vai voltar. Pela anatomia feminina, como falamos no início da reportagem, o risco de contaminação sempre existe. Das mulheres que tiveram cistite uma vez, 25% voltam a se contaminar.
Outra hipótese, mais comum, é que as vítimas constantes da cistite têm um tipo de mucosa, tanto da vagina como da uretra, que favorece a aderência da bactéria e com isso a contaminação. Aqui, a fragilidade é hereditária e, certamente, há outras pessoas na família com o mesmo problema. Se for o seu caso, vale consultar um médico que pode sugerir alguns tratamentos para evitar as repetições.
Se uma cistite incomoda bastante, várias ao ano atrapalham muito mais.

Esclarecendo dúvidas
“A doença não está relacionada com falta de higiene. Isso é um mito que precisa acabar”, diz Fernando Almeida. Porém, depois de fazer xixi, é recomendado secar a vagina de frente para trás. No sentido inverso, você pode trazer bactérias do períneo para a vagina.

Fonte: boaforma.abril.com.br
Beijão e até a próxima!
Dani 

Insônia – Tente dormir com um problema desses!

insoniaOi, gente!
Sabe aquele momento em que você deita a cabeça no travesseiro pra relaxar? Você teve um dia super estressante, trabalhou, correu para resolver um problema aqui, arrumou uma coisa ali…
Só o que quer é correr, mas agora para a cama! Deitar, fechar os olhos e acordar no outro dia, revitalizada e pronta pra mais uma dia. Nada que uma boa noite de sono não resolva…
Pra você isso é uma coisa normal? Pois é, pra mim também, mas infelizmente, tem algumas pessoas que sofrem por não ter esse prazer: dormir bem e descansar o corpo e a mente!
Bem, eu já passei por isso e sei como é chato, frustrante, cansativo, irritante…
Essa dificuldade de dormir (e/ou manter o sono) – essa capacidade de transformar as pessoas em zumbis! - tem nome: Insônia!

Por que temos insônia? 
A insônia pode ter causas orgânicas e psíquicas. Pesquisas apontam a produção inadequada de serotonina pelo organismo e o estresse provocado pelo desgaste cotidiano ou por situações-limite como causas mais importantes.
No entanto, não se pode culpar unicamente as situações de ansiedade e stress pelas noites maldormidas. Muitas vezes, a raiz do problema está escondida onde só um médico pode encontrar.
Entre as possíveis causas da insônia, estão doenças físicas, uso de medicamentos e até distúrbios hormonais.
Doenças psiquiátricas e neurológicas como depressão, Parkinson, esquizofrenia, derrames cerebrais e Alzheimer também podem trazer dificuldades. Nesses casos, a ajuda especializada é fundamental.

Os efeitos em nosso corpo 
Além das desagradáveis olheiras, em curto prazo, os impactos desse distúrbio podem fazer a pessoa começar também a esquecer fatos recentes, ter comprometimento em sua criatividade, reduzir sua capacidade de planejar e executar, ficar desatenta, ter lentidão no raciocínio e também dificuldade de concentração. Quando não dormimos, o cérebro não consolida as informações recebidas ao longo do dia, o que acaba refletindo nessas alterações.
Se a insônia se tornar crônica, pode desencadear envelhecimento precoce, diminuição do tônus muscular, comprometimento do sistema imunológico, doenças cardiovasculares e gastrointestinais e também perda crônica da memória.

Mulher sofre, viu?
Insônia é ainda mais comum para nós por causa das alterações hormonais ao longo do dia a dia, seja na TPM, na gestação, na menopausa ou até mesmo na fase pós-parto.
Acredita-se que a mulher tenha também uma predisposição genética a esse distúrbio. Além das preocupações com o trabalho, filhos e com a casa, outros problemas como estresse, ansiedade e até mesmo dores causadas pela enxaqueca ou pela fibromialgia (síndrome que provoca dores por todo o corpo por longos períodos) também podem dificultar o relaxamento do cérebro e causar a insônia.
Em longo prazo, essa privação do sono pode aumentar o risco de doenças, como hipertensão, diabetes, depressão e até mesmo obesidade.

O que é bom para combater a maldita?
sono-leite-quente
Mudanças simples no estilo de vida podem ajudar:
* Limite o consumo de cafeína. Até a cafeína usada como ingrediente de alguns alimentos pode prejudicar o sono das pessoas mais sensíveis; É importante também evitar bebidas com cola, mate e alimentos muito pesados. 
* Exercite-se regularmente, mas não perto da hora de dormir. Atividade física é essencial para quem sofre de ansiedade e ajuda a dormir melhor. No entanto, a prática de exercícios vigorosos à noite pode atrapalhar o sono;
* Estabeleça uma rotina para seu horário de dormir e de despertar. O relógio biológico responde melhor se habituado a horários regulares. Mesmo nos finais de semana, tente manter o esquema estabelecido para os dias úteis;
* Procure relaxar antes de ir para cama. Ouça música, leia um pouco, converse, assista a um filme.
* Tome um copo de leite morno. O leite contém o aminoácido triptofano, que relaxa os músculos e induz o sono; Experimente ingerir chás à base de ervas como camomila, erva-doce, erva-cidreira, etc. Eles têm sido usados há séculos por pessoas que garantem sua ação relaxante;
* Tome um banho morno. Deixe a água escorrer pelo corpo durante algum tempo, pois isso ajuda a relaxar os músculos tensos;
* Certifique-se de que não há claridade no quarto e a temperatura é agradável. Use protetores nos ouvidos, se o barulho incomoda e não há como eliminá-lo. Escolha o colchão adequado para seu peso e altura. Colchões muito macios ou muito duros são contra-indicados;
* Evite ler, ver TV, trabalhar e conversar no quarto. Reserve a cama somente para dormir e para relações íntimas. Relações sexuais são relaxantes. Após o orgasmo, as pessoas tendem a ficar sonolentas;
* Se não conseguiu dormir depois de trinta minutos deitada, levante-se! Ficar na cama acordado pode aumentar a ansiedade, a irritação e, consequentemente, a insônia. Procure distrair-se com alguma atividade tranquila e depois, mais cansada, volte para a cama e tente dormir. Repita o esquema, se necessário.
Por último (e importante!)
Insônia pode ser tratada com medicamentos que devem ser prescritos pelo médico. Não se automedique. Insônia crônica requer avaliação profissional. É indispensável descobrir o que está causando essa dificuldade para dormir.
Pois é, pessoa-insone, espero que estas dicas possam te ajudar e que você tenha noites tranquilas e bem dormidas. bons-sonhos

Foliculite, a raiz do problema e a solução

foliculite-a-raiz-do-problema-e-a-solucao Foliculite é um nome esquisito para um problema bem comum: o pêlo encravado!
Se você, como eu, é uma das pobres mortais que sofrem desse mal, fique calminha e vamos conversar sobre o que fazer para eliminar ou amenizar consideravelmente esse tormento nosso de todo mês… ou todo dia.

Pra começar… Por que acontece? Pêlos encravados

O pêlo encrava porque está fraco e não consegue ultrapassar a barreira superficial da pele. Ou ele sai, mas volta a entrar.
A foliculite ocorre quando as bactérias invadem o local onde o pêlo nasce e aí começa o tormento: pontos pretos, inflamações, dor, coceira e bolinhas vermelhas, com ou sem pus. Em alguns casos mais sérios só um especialista pode tratar.
Homens, mulheres… ninguém tá livre disso. 
Em geral, afligem mais as peles morenas, negras e amarelas, mas isso não impede que qualquer outra pessoa também tenha. Nas mulheres o problema é maior na virilha e pernas e nos homens, na barba. 

E as causas?
Os motivos são variados:
>> a depilação com cera é a que mais leva ao aparecimento dos pêlos encravados já que os pêlos arrancados têm mais dificuldade de voltar à superfície porque a glândula sebácea próxima ao pêlo entope. 
* Dica: Algumas mulheres que estão acostumadas a depilar o corpo com cera se beneficiam da lâmina: como ela fortalece o pêlo, pode ficar mais fácil ele romper a pele. Alterne os métodos depilatórios, entre cera e lâmina, por exemplo.
>> calças apertadas (de tecido sintético e/ou jeans) e calcinhas também agravam o problema na virilha já que deixar o local quente, húmido e machucado é criar um ambiente perfeito para as bactérias. Quando usamos roupas mais grossas, a pele não consegue transpirar da forma correta e aí as bactérias se aproveitam dos pelos encravados.
* Dica: Evite usar roupas justas e de tecidos grossos com frequência, principalmente nos dias mais quentes
>> mais uma para nós, mulheres que sofrem, a menstruação: nesse período aumenta a secreção da glândula ao lado do pêlo e encrava.
* Dica: usar roupas mais largas e arejadas e calcinhas sem elástico.
>> a lâmina usada incorretamente pode piorar o quadro principalmente no caso de virilha e barba.
* Dica: Quem usa lâmina deve sempre manter o aparelho bem limpo (o ideal seria usar os descartáveis). Depois de usar a lâmina lave bem o aparelho com um sabonete antiséptico e mantenha num lugar fechado e seco.  
foliculite queloideana da nuca>> há também os casos de pêlos que encravam quando o corte de cabelo é feito na nuca, principalmente quando o mesmo poro possui dois ou três pêlos.
É a chamada foliculite queloideana da nuca (mais essa agora!).
Normalmente, homens que apresentam este tipo de inflação, também possuem problemas com a barba e vice-versa
>> o excesso de esfoliação e cremes gordurosos ou óleo corporal também podem ser agravantes

E a solução para esse problema chatíssimo?
Além das dicas que falei acima…
>> evite tomar banhos muito quentes e demorados;
- tomar sol ou passar creme hidratante, desodorante ou outros cosméticos na área depilada nas 24 horas seguintes à depilação.
- Após a depilação, acalme o local com loções à base de camomila, azuleno ou calêndula
>> nas axilas, a recomendação é usar desodorante líquido e deixar de lado os roll-on e em creme.
>> Depilar ou barbear de preferência após o banho, quando a pele estiver bem hidratada. Utilizar a lâmina de forma bem suave, não com força e nem no sentido contrário ao crescimento do pêlo e deixá-lo rente à pele. Lavar a área depois do procedimento
>> Não caia na tentação de cutucar, espremer ou arrancar com a pinça os pêlos encravados. Isso só vai ajudar a deixar o local mais inflamado, além de deixar a pele marcada ou manchada
>> Esfoliar sempre! Como uma das causas da foliculite é o excesso de queratinização, manter a pele mais lisinha e livre das células mortas (que dificultam a saída do pêlo à superfície) é fundamental para minimizar o problema.
A esfoliação é uma grande aliada quando o assunto é prevenir os temidos pêlos encravados e deve ser feita semanalmente. Exceto quando a pele estiver irritada e nesse caso é melhor não esfoliar para não agredi-la mais.
Os esfoliantes corporais com grânulos auxiliam na remoção das células mortas, afinando a pele e, assim, facilitam a passagem do pêlo. Mas eles têm de ser usados de forma constante. 
Existem bons produtos que levam algum agente bactericida na fórmula, como o triclosan. Além de esfoliar, eles combatem possíveis inflamações, que poderiam piorar o quadro. 
A esfoliação deve fazer parte do seu dia-a-dia, já que toda vez que o pêlo cresce pode acabar encravando novamente.
Minha dica caseira para esfoliação:
Pedra pomes nas pernas
Durante o banho quente, passe a pedra pomes muito muito suavemente, com movimentos circulares. Não demore muito tempo fazendo isso, só o suficiente para alcançar toda a perna (ou nos pontos onde os pêlos encravam).
Muito cuidado, caso contrário sua pele irá machucar.
>> A depilação a laser é tida entre os especialistas como uma das melhores soluções para evitar os pêlos encravados, mas se esse método é financeiramente impossível pra você saída é manipular cremes com bons princípios ativos como: uréia, ácido salicílico, peróxido de benzoíla ou ácido retinóico.

Importantíssimo: Antes de sair lambuzando seu corpo com cremes disso ou daquilo consulte um dermatologista. Apesar de serem indicados para o problema, só o médico pode saber qual o melhor pra sua pele.
Até a próxima!
Dani